Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Redução de combustíveis é pontual e não resolve desafios futuros, diz economista

    Preço da gasolina caiu pela quinta semana seguida

    CNN

    Um dos principais vilões da inflação desde o começo da pandemia, os combustíveis começam a desvalorizar no Brasil, após anúncio de redução dos preços pela Petrobras e de impostos federais e estaduais.

    Nesse cenário, o preço da gasolina caiu pela quinta semana seguida. Esse movimento, no entanto, não deve ser sustentável no longo prazo, apesar de trazer alívio momentâneo na inflação, Joelson Sampaio, economista e professor na FGV / EESP.

    “As reduções tiveram impacto na inflação, mas são pontuais e devem durar no prazo. Não resolvem os desafios que tendem a aparecer quando essas medidas pararem de existir”, diz em entrevista à CNN.

    De acordo com o especialista, a trajetória dos preços no setor vai depender muito da dinâmica no mercado internacional de petróleo.

    Apesar de temporário, o efeito da queda nos preços dos combustíveis na inflação deve trazer alívio aos consumidores em 2022.

    “Geralmente, quando tem medida de mudança de preço por parte da Petrobras, leva um tempo para chegar aos consumidores, já que afeta diretamente as distribuidoras. Mas a gente tende a ter arrefecimento por conta dessas medidas em algumas semanas”, diz.

    Veja entrevista completa no vídeo.

    *Publicado por Ligia Tuon.