Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Sabesp: Governo de SP lança oferta de ações para privatização

    Governo estadual detém atualmente 50,3% da empresa e espera manter uma participação minoritária de 18%

    Sabesp: Governo de SP divulgará investidor de referência da companhia em 16 de julho
    Sabesp: Governo de SP divulgará investidor de referência da companhia em 16 de julho Reprodução/Facebook

    Reuters

    A Sabesp anunciou na noite desta sexta-feira (21) o lançamento de sua oferta secundária de, inicialmente 191,7 milhões de ações ordinárias, conforme fato relevante ao mercado.

    O governo estadual detém atualmente 50,3% da Sabesp e espera manter uma participação minoritária de 18% na empresa, enquanto uma fatia de 17% será ofertada para o mercado em geral.

    O governo do estado de São Paulo irá divulgar o investidor de referência escolhido para a Sabesp em 16 de julho, informou a secretária estadual de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística, Natalia Resende.

    Os investidores apresentarão suas propostas ao longo da semana que vem, com a divulgação dos finalistas em 28 de junho, detalhou Resende a jornalistas no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo.

    O “bookbuilding” ficou marcado para os dias 1º a 15 de julho, antes da divulgação do investidor de referência escolhido, que deterá uma participação de 15% na companhia paulista de saneamento básico.

    A precificação só ocorrerá depois, em 18 de julho, enquanto a liquidação da oferta está agendada para 22 de julho.

    A empresa de saneamento Aegea e a Equatorial Energia estão entre os investidores interessados na oferta de ações da Sabesp, segundo três fontes. O empresário Nelson Tanure também chegou a analisar a possibilidade, mas não deve entrar na disputa, de acordo com as fontes.

    O governo de São Paulo aprovou na véspera os últimos detalhes envolvendo a oferta, como o preço mínimo e a cobertura mínima para a operação, e adicionou uma condição que dá direito ao “right to match”, que permite ao investidor com menor preço ponderado, se tiver o maior valor do book, igualar, na fase final, sua proposta à do concorrente e vencer a disputa.

    Segundo a gestão paulista, isso “permitirá maximizar ainda mais o retorno financeiro do Estado de SP e garantir a escolha do melhor investidor”.