Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Seremos cuidadosos na concessão de novos subsídios, diz ministro de Energia à CNN em Davos

    Apesar de criticar impacto de parte dos incentivos aos consumidores, ministro ressaltou a relevância dos subsídios para a transição energética

    O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira
    O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira Marcelo Camargo/Agência Brasil

    Da CNN*

    O ministro de Minas e Energia (MME), Alexandre Silveira, afirmou em entrevista à CNN nesta quinta-feira (18) que o governo brasileiro “terá muito cuidado” na concessão de novos subsídios ao setor elétrico.

    “Teremos muito cuidado quando se trata de subsídio, para que não continuemos a onerar a conta de energia do consumidor brasileiro, protegendo especialmente o consumidor cativo, que paga a conta para a distribuidora e não tem opção de ir ao mercado livre comprar energia”, disse.

    Questionado sobre os subsídios já existentes, Silveira destacou que estes benefícios são garantidos por lei. Portanto, o esforço da gestão federal será voltado a enrijecer a avaliação de novos incentivos.

    Apesar da crítica ao impacto de parte destes incentivos para os consumidores, o ministro ressaltou a relevância dos subsídios direcionados a parte do setor elétrico para que o Brasil fortalecesse sua transição energética.

    “Foram muitos os subsídios dados no Brasil nos últimos anos, alguns importantes para ampliar eólica, solar, de biomassa, por isso nos tornamos líderes na transição. Agora, o importante é que a gente debata uma maneira de avançar na transição sem ônus para o consumidor”, disse.

    Para Silveira, é necessária uma nova “estruturação” para o sistema, de modo a dirimir os impactos ao consumidor cativo. Ele pediu que Executivo, Legislativo, setor elétrico e sociedade civil sentem à mesa para debater o tema.

    A fala do ministro aconteceu em meio ao Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça.

    *Com informações de Priscila Yazbek.