Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Vendas no varejo brasileiro estacionam em maio, diz indicador da Cielo

    Na contramão, setor de bens não duráveis teve alta de 2,5% nas vendas de maio sobre um ano antes, segundo indicador ICVA da companhia

    Marcelo Camargo/ Agência Brasil

    Reuters

    A companhia de meios de pagamento Cielo afirmou nesta terça-feira (11) que seu indicador de vendas no varejo no país em maio ficou estável na comparação com o mesmo período de 2023 em termos deflacionados, pressionado por quedas nos setores de serviços e bens duráveis e semiduráveis.

    Enquanto isso, o setor de bens não duráveis teve alta de 2,5% nas vendas de maio sobre um ano antes, segundo o indicador ICVA da companhia.

    Serviços teve queda de 5,1% nas vendas enquanto bens duráveis e semiduráveis sofreu baixa de 1,7%.

    “O dia das mães representou um alento para o varejo no mês de maio. Setores presenteáveis, como óticas e joalherias, tiveram desempenho acima da média.

    O segmento de móveis, eletro e departamento seguiu na mesma direção e ajudou o comércio de maneira geral a não registrar variação negativa”, disse o vice-presidente de tecnologia e negócios da Cielo, Carlos Alves, em comunicado à imprensa.