Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Voa Brasil irá oferecer 5 milhões de passagens a R$ 200 a partir de março, diz ministro à CNN

    Segundo Silvio Costa Filho, companhias aéreas Latam, Gol e Azul estão confirmadas no programa

    O ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho
    O ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho Reprodução/CNN

    Amanda Sampaioda CNN

    em São Paulo

    Em entrevista à CNN nesta quarta-feira (21), o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, afirmou que o Voa Brasil deve sair do papel em março e que 5 milhões de passagens serão oferecidas na primeira fase do programa.

    Segundo o ministro, a agenda da iniciativa está sendo discutida com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

    “A primeira etapa a gente pretende lançar no início de março. Nossa ideia é que seja um volume de 5 milhões de passagens a R$ 200, sem nenhum dinheiro publico. É muito mais uma construção coletiva com as companhias aéreas”, disse.

    Costa Filho afirmou ainda que as companhias aéreas Latam, Gol e Azul estão confirmadas no programa, que deve beneficiar 21 milhões de pessoas — sendo 20 milhões de aposentados que recebem até dois salários mínimos e 800 mil alunos do Programa Universidade para Todos (ProUni).

    Sem dar mais detalhes sobre o Voa Brasil, o ministro adiantou que o programa terá um site, onde o cidadão poderá escolher o trecho da viagem e emitir a passagem.

    “Cinco milhões de passagens, nós estamos falando em 2,5 milhões de pessoas comprando ida e volta. Então nós podemos incluir na malha aérea brasileira quase um Paraguai voando pelo país”, acrescentou.

    O “Voa Brasil” tinha sido prometido para começar em agosto de 2023. Antes da data, porém, adiaram para setembro. O ministro mudou, e a data também.

    A segunda quinzena de janeiro de 2024 passou a ser o prazo, mas não deu de novo, e a promessa passou a ser 5 de fevereiro. Na data, nada foi anunciado, e o projeto se arrastou para depois do Carnaval