Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Vtex recebe aporte de R$ 1,25 bi e se torna o novo unicórnio brasileiro

    A nova rodada de investimento teve a participação dos fundos e gestoras Tiger Global, Lone Pine Capital, Constellation, Endeavor Catalyst e Softbank

    Do CNN Brasil Business, em São Paulo*

    A fornecedora de sistemas para comércio eletrônico Vtex é o mais novo unicórnio brasileiro. Nesta segunda-feira (28), a startup anunciou que recebeu um aporte de US$ 225 milhões (cerca de R$ 1,25 bilhão), o que a fez ser avaliada em US$ 1,7 bilhão. A rodada de investimentos aconteceu na última quinta-feira (24).

    A nova rodada de investimento teve a participação dos fundos e gestoras Tiger Global, Lone Pine Capital, Constellation, Endeavor Catalyst e, novamente, o fundo japonês Softbank.

    No fim do ano passado, o Softbank já havia aportado US$ 140 milhões na operação da empresa brasileira.

    Leia também:
    Prime Day: Amazon lança ‘Black Friday’ só para assinantes
    Netflix, HBO, Amazon? Descubra qual plataforma combina com você e com seu bolso

    “A VTEX usará fundos da rodada para fazer aquisições, contratar talentos adicionais, inovar sua plataforma e acelerar o crescimento nos mercados dos Estados Unidos, Europa e Ásia-Pacífico”, disse a empresa.

    Em agosto deste ano, a plataforma brasileira já havia sido apontada pela consultoria Gartner como “visionária” no celebrado relatório “Quadrante Mágico”.

    A rodada vem em meio a um ano de alto crescimento para a VTEX, em decorrência das mudanças causadas pela pandemia do novo coronavírus, com a companhia esperando fechar 2020 com um aumento de 114% no crescimento ano a ano e um recorde de US$ 8 bilhões em volume bruto de mercadorias (GMV, na sigla em inglês).

    Sua plataforma de comércio colaborativo teve um crescimento de 98% na adoção da plataforma durante a pandemia. A VTEX abastece mais de três mil lojas online para marcas globais como AB InBev, Motorola, Stanley Black & Decker, Sony, Walmart, Whirlpool, Coca-Cola e Nestlé.

    Clique aqui para acessar a página do CNN Business no Facebook

    * com informações de Estadão Conteúdo