Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Medidas para revitalizar mercado de ações chinês frustra investidores globais

    Políticas não serão suficientes para compensar a preocupação mais ampla com a economia chinesa, segundo especialistas

    Regulador disse desconhecer se haverá corte no imposto do selo, medida que tem sido discutida recentemente
    Regulador disse desconhecer se haverá corte no imposto do selo, medida que tem sido discutida recentemente 15/02/2016. REUTERS/Aly Song/File Photo

    da Reuters

    O regulador de valores mobiliários da China divulgou, nesta sexta-feira (17), um pacote de medidas com o objetivo de revitalizar o mercado de ações, mas investidores disseram que elas farão pouco para aumentar a confiança se a economia continuar fraca.

    A Comissão Reguladora de Valores Mobiliários da China propôs medidas, incluindo cortar custos de negociação, apoiar recompras de ações e incentivar investimentos de longo prazo para ajudar um mercado de ações que tem recuado para mínimas de nove meses.

    O regulador disse desconhecer se haverá corte no imposto do selo, medida que tem sido discutida recentemente mas que a comissão diz estar fora do seu alcance, sendo da competência do Ministério das Finanças.

    Outras medidas definidas pela comissão incluem impulsionar o desenvolvimento de fundos de ações, estudar planos para estender o horário de negociação e melhorar a atratividade das empresas listadas.

    Os líderes da China prometeram no final de julho revigorar o mercado de ações, que vem cambaleando à medida que os sinais de recuperação econômica do país e os problemas no mercado imobiliário se aprofundam.

    A comissão disse nesta sexta-feira que estabilizar o mercado de ações é uma prioridade. “Sem um ambiente de mercado relativamente estável, não há base para revitalizar o mercado e elevar a confiança”, disse o regulador.

    Alguns investidores disseram que ficaram desapontados com os planos. Niu Chunbao, gerente de fundos da Wanji Asset Management, disse que as políticas não serão suficientes para compensar a preocupação mais ampla com a economia chinesa.

    “A chave para elevar a confiança do mercado é resgatar a economia, e o mercado imobiliário é o ponto crucial”, disse Niu. “O mercado está com falta de confiança porque os investidores não veem medidas concretas para consertar a economia.”

    Veja também: Economia da China cresce 6,3% no 2° trimestre em comparação a 2022