Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Incertezas com França derrubam ações na Europa, mas mercado sobe na semana

    Índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,18%

    Mercado financeiro / investidor / analista de mercado
    Mercado financeiro / investidor / analista de mercado TERADAT SANTIVIVUT / Getty Images

    Reuters

    As ações europeias caíram nesta sexta-feira (05) pressionadas por perdas em papéis de bancos e de energia, com investidores mais cautelosos antes do segundo turno das eleições parlamentares francesas.

    O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,18%, a 516,60 pontos, depois de registrar um pico em mais de uma semana mais cedo. O índice, entretanto, registrou alta de 1% na semana.

    Os mercados financeiros da França estão sob pressão de venda desde que o presidente francês Emmanuel Macron convocou uma eleição antecipada no mês passado, com preocupações de que uma vitória da extrema-direita pode aumentar os temores com a sustentabilidade fiscal.

    Mas também há nervosismo sobre o que acontecerá se não houver um vencedor claro no segundo turno das eleições de domingo.

    Novas pesquisas mostraram que o partido de extrema-direita Reunião Nacional (RN) e seus aliados ainda estão na liderança, mas parecem estar longe de obter uma maioria absoluta.

    “Há uma crença de que se (nenhum) partido estiver no controle total de tudo, isso significa que apenas as coisas realmente importantes serão feitas”, disse Steve Sosnick, analista-chefe de mercado da Interactive Brokers.

    “A interpretação rápida disso (pesquisa) é tal que, na verdade, podemos estar nos afastando do impasse na França para uma situação mais desconhecida e isso pode deixar os investidores um pouco nervosos.”

    As ações francesas caíram nesta sexta-feira, mas registraram seu maior ganho semanal desde o início de maio.

    O setor bancário caiu 0,9%, dos que mais pressionou o índice de referência, enquanto o de energia recuou quase 1%, liderando as baixas setoriais.

    • Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,45%, a 8.203,93 pontos.
    • Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,14%, a 18.475,45 pontos.
    • Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,26%, a 7.675,62 pontos.
    • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,35%, a 33.987,67 pontos.
    • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,39%, a 11.023,50 pontos.
    • Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,04%, a 6.678,60 pontos.