Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Índice Stoxx 600 termina em baixa na Europa pressionado por incerteza sobre juros

    O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em queda de 0,18%, a 522,95 pontos

    Índice fechou com a cautela em relação às reduções dos juros predominando
    Índice fechou com a cautela em relação às reduções dos juros predominando 17/05/2024REUTERS/Equipe

    Reuters

    Por Sruthi Shankar e Johann M Cherian, da Reuters

    As ações europeias fecharam em leve baixa nesta terça-feira (21), a terceira de quatro sessões no território negativo, com a cautela em relação às reduções dos juros predominando e investidores aguardando dados econômicos previstos para esta semana.

    O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em queda de 0,18%, a 522,95 pontos, depois de atingir mais cedo o menor nível em uma semana, com ações de bancos e de luxo na liderança das perdas setoriais, com baixa de cerca de 0,9% cada.

    O índice de ações italianas, em que instituições financeiras têm forte peso, ficou atrás de seus pares regionais e atingiu o menor patamar em mais de uma semana.

    O Stoxx 600 recuou em relação aos recordes registrados na semana passada desde que formuladores de política monetária do Banco Central Europeu (BCE) advertiram sobre a expectativa de sucessivas reduções nas taxas de juros em junho e julho.

    Operadores preveem cortes de 66 pontos-base pelo BCE até o final do ano, de acordo com o aplicativo de probabilidades de taxas do LSEG, sendo o primeiro projetado para junho.

    Os dados salariais negociados na zona do euro para o primeiro trimestre, juntamente com os números do setor industrial de maio, esperados para quinta-feira, podem esclarecer a situação da economia e oferecer pistas sobre a trajetória das taxas de juros.

    “A produtividade da zona do euro está fraca, portanto, a maior parte do aumento nos custos de mão de obra no primeiro trimestre provavelmente reflete uma remuneração mais alta dos funcionários. As pressões salariais elevadas da zona do euro sugerem que o ciclo de flexibilização será superficial”, disse Win Thin, chefe global de estratégia de mercados da Brown Brothers Harriman.

    Os investidores se concentrarão na ata da última reunião de política monetária do Fed e no balanço da gigante de chips Nvidia na quarta-feira, para ver se o impulso recente, que levou as ações dos EUA e da Europa a picos recordes, irá continuar.

    O setor de saúde superou o desempenho do Stoxx 600, com uma alta de 0,7%.

    • Em LONDRES, o índice Financial Times teve variação negativa de 0,09%, a 8.416,45 pontos.
    • Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,22%, a 18.726,76 pontos.
    • Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,67%, a 8.141,46 pontos.
    • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,64%, a 34.603,61 pontos.
    • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,04%, a 11.334,90 pontos.
    • Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,04%, a 6.905,51 pontos.