Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ibovespa fecha em alta de 0,22% com apoio da Petrobras; dólar vai a R$ 5,47

    Mercado aguarda por falas do presidente do Fed e dados da inflação nos EUA e no Brasil

    Telão com ações do Ibovespa sendo negociadas
    Telão com ações do Ibovespa sendo negociadas Foto: NurPhoto/Getty Images

    Reuters

    Ibovespa e dólar encerraram em alta nesta segunda-feira (9), com repercussão positiva nos mercados com o anúncio da Petrobras de reajustes na gasolina e gás de cozinha, e investidores à espera de declarações do presidente do Federal Reserve (Fed) e dados da inflação no Brasil e nos Estados Unidos.

    O principal índice do mercado doméstico avançou 0,22%, aos 126.548 pontos na véspera do feriado em São Paulo. Apesar da data comemorativa, a B3 funcionará normalmente.

    O dólar interrompeu a sequência de três quedas na semana passada e voltou a subir ante o real, negociado a R$ 5,476, em alta de 0,26%.

    Em 2024, a divisa acumula elevação de 12,89%.

    A Petrobras esteve no foco do dia com o anúncio de  7,1% nos preços da gasolina para as distribuidoras. O aumento praticado pela estatal equivale a R$ 0,20 por litro do combustível. O gás de cozinha também terá aumento: de 9,8%.

    Esse é o primeiro ajuste nos preços da gasolina neste ano e também sob a gestão de Magda Chambriard na presidência da companhia.

    Já para o gás de cozinha, o preço de venda para as distribuidoras passará a ser, em média, equivalente a R$ 34,70 por botijão de 13kg. Nesse caso, o aumento equivalente a R$ 3,10. Ou 9,8% de aumento diante dos preços praticados até hoje.

    Os papéis preferenciais (PETR4) fecharam o dia com avanço de 2,45%, negociados a R$ 38,44, enquanto os ordinários (PETR3) valorizaram 2,33%, a R$ 41,22.

    Fed e inflação no radar

    Jerome Powell prestará depoimento ao Senado dos EUA na terça-feira (9) e à Câmara na quarta-feira (10), quando investidores estarão atentos às pistas sobre o futuro da política monetária norte-americana.

    Na quarta-feira sai o IPCA — o índice de inflação oficial do Brasil – e na quinta-feira (11) será divulgado o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) dos EUA. Na sexta-feira (12) é a vez do índice de preços ao produtor (PPI) norte-americano.

    Mercado eleva previsão para IPCA

    Pela manhã, o relatório Focus do Banco Central mostrou que a projeção mediana do mercado para o IPCA em 2024 foi de 4,00% para 4,02%. Para 2025 a projeção passou de 3,87% para 3,88%, na décima elevação semanal consecutiva.

    O dólar projetado para o fim de 2024 e 2025 está em 5,20 reais.

    No início da tarde, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um pronunciamento durante cúpula do Mercosul, limitando-se a abordar questões políticas e econômicas regionais. Como vem ocorrendo nos últimos dias, quando adotou um discurso mais moderado, ele não tratou do Banco Central do Brasil ou do atual nível dos juros.