Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ouro recua diante de dólar forte e em correção após ganhos da véspera

    City Index destaca que os preços do ouro estão reagindo nesta quinta à decisão do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) e às falas de Jerome Powell

    Pixabay

    Estadão Conteúdo

    O ouro recuou nesta quinta-feira (13) devolvendo os ganhos vistos na quarta-feira (12), após o dólar se recuperar contra moedas desenvolvidas e pressionar demais ativos de segurança.

    O contrato futuro de ouro para agosto na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fechou em queda de 1,56%, para US$ 2.318,00 por onça troy.

    Segundo o chefe de pesquisa da Pepperston, Chris Weston, os números positivos da inflação ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) norte-americana em maio serviram apenas como um impulso de um dia ao ouro, que nesta quinta já voltou a ser negociado aos níveis vistos no início da semana.

    O City Index destaca que os preços do ouro estão reagindo nesta quinta à decisão do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) e às falas de Jerome Powell.

    A instituição, porém, pontua que a demanda permanece intacta para o metal, e a tendência ainda é de alta para o fim do primeiro semestre do ano.

    “A inflação continua forte nos EUA e, embora tenha diminuído significativamente na Europa e em outras regiões, a procura por ouro como proteção contra a inflação deverá permanecer forte”, afirma, em relatório.

    O TD Securities, por sua vez, diz que a leitura da inflação ao produtor (PPI, na sigla em inglês) dos EUA de mais cedo é uma boa notícia para o ouro, mas os preços ainda assim tiveram uma correção, após a alta forte da véspera.