Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Petróleo cai e fecha perto de mínima de três semanas

    Investidores repercutiram dados econômicos dos EUA, sanções à Venezuela e alívio das tensões entre Irã e Israel

    Petróleo cai e fecha perto de mínima de três semanas
    Petróleo cai e fecha perto de mínima de três semanas REUTERS/Christian Hartmann

    Por Scott DiSavino, da Reuters

    Os preços do petróleo permaneceram perto de uma mínima de três semanas nesta quinta-feira, enquanto os investidores avaliavam dados econômicos mistos dos Estados Unidos, sanções norte-americanas à Venezuela e ao Irã e alívio das tensões no Oriente Médio.

    Os futuros do petróleo Brent caíram 0,18 dólar, ou 0,2%, para fechar a 87,11 dólares o barril, enquanto o petróleo West Texas Intermediate (WTI) dos EUA subiu 0,4 dólar, ou 0,1%, para fechar a 82,73 dólares.

    Esse foi o menor fechamento para o Brent desde 27 de março, pelo segundo dia consecutivo. Na quarta-feira, o WTI também fechou no seu nível mais baixo desde 27 de março.

    Nos EUA, o número de norte-americanos que pediram auxílio desemprego manteve-se inalterado num nível baixo na semana passada, apontando para a continuação da força do mercado de trabalho.

    Outro relatório, no entanto, mostrou que as vendas de casas existentes nos EUA caíram em março, à medida que as taxas de juros e os preços das casas mais elevados afastaram os compradores do mercado.

    A resiliência do mercado de trabalho dos EUA, que impulsiona a economia, juntamente com a inflação elevada, levaram os mercados financeiros e alguns economistas a esperar que a Federal Reserve dos EUA pudesse adiar o corte das taxas de juro até setembro.

    Taxas de juros mais baixas reduziriam os custos dos empréstimos e poderiam estimular o crescimento econômico e a demanda por petróleo.