Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Sindicato de trabalhadores da Amazon se filia a grupo Teamsters

    Sindicalização proporciona mais recursos e representação para negociar contratos com a empresa

    Logotipo da Amazon em centro de logística na França
    Logotipo da Amazon em centro de logística na França 06/10/2021REUTERS/Pascal Rossignol

    Nesta terça-feira (18), os membros do Sindicato dos Trabalhadores da Amazon (ALU, na sigla em inglês) votaram pela filiação ao grupo sindical International Brotherhood of Teamsters.

    De acordo com uma declaração conjunta, esse foi o mais recente sinal de que os esforços de sindicalização estão se intensificando na gigante do comércio eletrônico.

    O ALU, o único sindicato que representa formalmente os trabalhadores da Amazon.com nos Estados Unidos, havia concordado em se filiar ao Teamsters neste mês, mas aguardava a aprovação de seus membros.

    A união de forças com o Teamsters, um grupo com 1,3 milhão de membros e um dos maiores sindicatos dos EUA, proporciona ao ALU mais recursos e uma representação mais forte para negociar contratos com a empresa.

    “O Teamsters e o ALU lutarão sem medo para garantir que os trabalhadores da Amazon garantam os bons empregos e as condições de trabalho seguras que merecem em um contrato sindical”, disse o presidente do Teamsters, Sean O’Brien.

    O ALU obteve uma vitória histórica em abril de 2022, depois que os trabalhadores da unidade JFK8 da Amazon, no bairro de Staten Island, em Nova York, votaram a favor da filiação ao sindicato, o primeiro caso da empresa nos EUA.

    O Teamsters também foi fundamental para ajudar os trabalhadores norte-americanos da UPS a garantir um contrato mais favorável no ano passado.