Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ibovespa fecha em queda, apesar de alta de petroleiras; dólar fica estável a R$ 5,07

    Ações de varejistas pressionaram índice da B3 para baixo, após dona das redes Ponto e Casas Bahia anunciar renúncia do presidente-executivo

    anúncio do corte na produção de petróleo em mais de 1 milhão de barris por dia, a partir de maio até o final do ano, pegou mercado de surpresa
    anúncio do corte na produção de petróleo em mais de 1 milhão de barris por dia, a partir de maio até o final do ano, pegou mercado de surpresa REUTERS/Paulo Whitaker

    Da CNN

    O Ibovespa fechou em queda de 0,37% nesta segunda-feira (3), aos 101.506,18 pontos, influenciado pela baixa no setor varejista. As ações da Loja Renner encerraram com 7% de queda.

    Enquanto as empresas petroleiras responderam pelas principais altas do dia, após o anúncio de corte voluntário da produção de petróleo da Opep+. Petrobras ON teve 4,76% de valorização, Petrobras PN de 4,43%, PetroRio de 2,08%.

    Já o dólar encerrou na estabilidade, com variação positiva de 0,01%, a R$ 5,070 na venda.

    O anúncio do corte na produção de petróleo em mais de 1 milhão de barris por dia, a partir de maio até o final do ano, pegou o mercado de surpresa. O movimento fez os preços da commodity dispararem nesta manhã, com o Brent, referência internacional, saltando mais de 6%.

    Em nota no domingo, os analistas do Goldman Sachs disseram que o movimento da Opep+ foi inesperado, mas “consistente com a nova doutrina da Opep+ de agir preventivamente porque podem, sem perdas significativas de participação de mercado”.

    A produção coletiva cortada pelos nove membros da Opep+ totaliza 1,66 milhão de barris por dia, disseram os analistas. Eles aumentaram sua previsão de preços ao Brent em dezembro para US$ 95 por barril.

    Em resposta, as ações da Petrobras avançavam, com investidores repercutindo a disparada de preços no exterior. Na outra ponta, varejistas puxavam o índice para baixo, após a Via, dona das redes Ponto e Casas Bahia, anunciar a renúncia do presidente-executivo Roberto Fulcherberguer na sexta. Ele será substituído por Renato Horta Franklin, atualmente na Movida, a partir de 1º de maio.

    Investidores também seguem de olho na primeira reunião oficial entre o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, desde a apresentação da proposta da nova regra fiscal.

    A expectativa, agora, é pelo encaminhamento da proposta para o Congresso. Segundo apuração dos analistas da CNN, Gustavo Uribe e Thayana Araújo, o texto não deve ser enviado nesta semana e a apresentação deve ficar para depois da Páscoa.

    No último pregão, o Ibovespa fechou o dia em queda de 1,77%, aos 101.882,2 pontos. O dólar à vista ficou cotado a R$ 5,069 na venda, em queda de 0,55%.

    O Banco Central fez neste pregão leilão de até 16 mil contratos de swap cambial tradicional para fins de rolagem do vencimento de 2 de maio de 2023.

    *Publicado por Tamara Nassif e Ana Carolina Nunes. Com informações da Reuters.