Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    7 em cada 10 empresas brasileiras adotam alguma prática de ESG

    Estudo da Amcham Brasil analisou práticas de sustentabilidade ambiental, social e de governança em 687 negócios

    Da CNN

    A adoção de práticas de sustentabilidade ambiental, social e de governança (ESG) por empresas brasileiras avançou no último ano. Segundo um levantamento da Amcham Brasil, Câmara Americana de Comércio para o Brasil, 71% das empresas implementaram ou iniciaram algumas dessas ações de boas práticas.

    O estudo anual “Panorama ESG 2024” ouviu executivos de 687 empresas e indicou um aumento de 24 pontos percentuais na curva de adoção de práticas de ESG em relação ao mesmo levantamento em 2023.

    “Há um amplo espaço para melhoria e a evolução, as inovações e as políticas públicas direcionadas ao tema continuam sendo essenciais para aprofundar nosso compromisso e expandir a eficácia das práticas ESG no mercado”, afirma Abrão Neto, CEO da Amcham.

    O estudo mostra que a maioria do mercado brasileiro está integrada a ações sustentáveis ligadas aos próprios negócios. Entre as empresas ouvidas, 26% se autodeclaram como “inovadoras” ou maduras diante do tema ESG. Já 45% dizem que estão nos estágios iniciais de implementação das práticas.

    Os principais motivadores para 78% das empresas são os compromissos ambiental e social, enquanto 77% querem melhorar a imagem corporativa.

    A pesquisa “Panorama ESG 2024” mostra ainda que 77% consideram o apoio do governo crucial para o desenvolvimento de tecnologias sustentáveis. Já 66% destacam a importância de incentivos à transição para energias renováveis, como eólica, solar e hidrogênio limpo.

    Abrão Neto destaca o papel da Amcham para influenciar na organização desse tipo de política pública.

    “Defendemos medidas para estimular a energia limpa, incluindo regulamentações para o mercado de carbono e energias offshore, e buscamos fortalecer parcerias internacionais, especialmente com os Estados Unidos, para liderarmos globalmente no tema”, finaliza.