Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Americanas adia divulgação de resultados financeiros para até 31 de julho

    Números estavam previstos para dia 28; varejista também prevê publicar atualizações sobre plano de recuperação judicial

    Ainda neste mês a companhia espera divulgar novo fato relevante com indicadores financeiros gerenciais
    Ainda neste mês a companhia espera divulgar novo fato relevante com indicadores financeiros gerenciais Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images

    da Reuters

    A Americanas adiou a divulgação de suas demonstrações financeiras referentes ao exercício de 2023 e ao primeiro trimestre deste ano para até 31 de julho, conforme fato relevante ao mercado divulgado nesta quinta-feira (23).

    Era esperado anteriormente que a varejista, que está em recuperação judicial após revelar um rombo contábil de cerca de R$ 20 bilhões no começo do ano passado, divulgasse seus balanços em 28 de maio.

    Ainda neste mês a companhia espera divulgar novo fato relevante com indicadores financeiros gerenciais, não auditados, que refletem seu desempenho operacional em 2023 e nos primeiros três meses de 2024, informou a empresa.

    A Americanas também prevê divulgar “atualizações” sobre a execução de seu plano de recuperação judicial.

    Segundo a empresa, embora trabalhos de fechamento, análise e auditoria independente das informações estejam finalizados, a investigação do Comitê Independente ainda não foi concluída.

    “A companhia recebeu mensagem eletrônica do CI (Comitê Independente) contendo as ‘últimas atualizações quanto ao cronograma para a conclusão dos trabalhos de investigação do CI’, e estimando, de forma não vinculante, que isso ocorra num futuro próximo”, acrescentou a Americanas no documento.

    A Americanas disse que ainda pode reavaliar sua decisão sobre a divulgação dos resultados, caso haja qualquer “alteração material” na estimativa de conclusão dos trabalhos pelo comitê.