Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Boeing relata aumento expressivo em preocupação de funcionários com segurança de produtos

    Aumento ocorreu após incidente em janeiro, quando pedaço da fuselagem de jato 737 MAX 9 se soltou em pleno ar

    Relatos dos colaboradores da Boeing no primeiro bimestre de 2024 foi 6 vezes maior que o mesmo período de 2023
    Relatos dos colaboradores da Boeing no primeiro bimestre de 2024 foi 6 vezes maior que o mesmo período de 2023 em fábrica em Renton, Washington, EUA18/11/2021REUTERS/Jason Redmond

    Reuters

    da Reuters

    A Boeing registrou um aumento de seis vezes nos registros de seus funcionários levantando preocupações com a segurança de seus produtos e serviços durante os dois primeiros meses de 2024, em comparação com o mesmo período do ano anterior, informou a fabricante de aviões nesta sexta-feira (24).

    O aumento expressivo dos relatos ocorreu depois de um incidente em 5 de janeiro, quando um pedaço da fuselagem se soltou em pleno ar em um jato 737 MAX 9 da Alaska Airlines, informou a Boeing em seu relatório anual de segurança.

    Em fevereiro, um painel de especialistas que analisou os processos de gerenciamento de segurança da Boeing constatou uma “desconexão” entre a administração sênior da fabricante e os funcionários envolvidos em sua cultura de segurança.

    “Nossas ações estão concentradas em fazer mais melhorias para garantir a segurança, o compliance e a conformidade de nossos produtos e serviços, sem concessões”, disse Mike Delaney, diretor de segurança aeroespacial da Boeing.

    O incidente de 5 de janeiro colocou a Boeing sob escrutínio e fez os órgãos reguladores dos Estados Unidos reduzirem os níveis de produção dos jatos 737 MAX, os mais vendidos da empresa, até que ela comece a resolver seus problemas de segurança.

    Tópicos

    Tópicos