Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Elon Musk volta a ser o mais rico dos EUA após alta de mais de 11% nas ações da Tesla

    Bilionário supera Jeff Bezos, da Amazon, com patrimônio avaliado em US$ 200,5 bilhões

    CEO da Tesla, Elon Musk, durante evento de tecnologia em Paris, França
    CEO da Tesla, Elon Musk, durante evento de tecnologia em Paris, França 1/06/2023 - REUTERS/Gonzalo Fuentes

    Marien Ramosda CNN*

    As ações da Tesla subiram 11,68% na segunda-feira (29), cotadas a US$ 187,95, após a visita do presidente-executivo da empresa, Elon Musk, a Pequim no domingo (28) para discutir o lançamento do software “Full Self-Driving”.

    Neste cenário, Musk volta a se tornar o mais rico dos Estados Unidos, segundo a Forbes, com aumento da sua riqueza de US$ 195,3 bilhões para US$ 200,5 bilhões, e ultrapassando o bilionário Jeff Bezos, fundador da Amazon.

    O francês Bernard Arnault, presidente e CEO da Louis Vuitton, ocupa o primeiro lugar da lista da Forbes. Musk aparece, agora, na segunda posição.

     

    Na máxima do dia, os papéis da Tesla chegaram aos US$ 198,56, resultando na adição de US$ 82 bilhões ao seu valor de mercado. Na comparação anual, as ações da empresa tem queda de 25,59%.

    O avanço nas ações na segunda-feira foi o maior visto no mês, superando um aumento repentino de quase 11% das ações da Tesla visualizado na última quarta-feira (24), com o anúncio de “novos modelos” de veículos até o início de 2025.

    A companhia também afirmou que terá preços mais acessíveis, o que agradou os investidores, apesar de uma redução nas receitas da companhia para os três meses encerrados em março e também uma queda no lucro líquido de 55%, a US$ 1,1 bilhão no primeiro trimestre, ante US$ 2,51 bilhões de um ano antes.

    A Tesla passa por pressões da BYD, sua concorrente local na China — país responsável por um quinto das vendas da empresa — que mantém preços abaixo de US$ 10.000 e fez com que a receita por carro da Tesla tenha caído 22% em relação ao seu pico em 2022.

    *Com informações da Reuters