Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    McDonald’s recua no uso de inteligência artificial em pedidos no drive-thru

    Rede de fast food tem parceria com IBM para uso de tecnologia em restaurantes dos EUA

    Rede de restaurantes aplicou IA em pedidos no drive-thru
    Rede de restaurantes aplicou IA em pedidos no drive-thru Reprodução/ McDonald's

    O McDonald’s está retirando do mercado a tecnologia de pedidos de inteligência artificial (IA) que estava testando em mais de 100 sistemas de drive-thru de restaurantes nos EUA, um possível obstáculo na rápida implementação da tecnologia na indústria de fast food.

    A empresa trabalhou com a IBM para desenvolver e testar pedidos automatizados por voz e orientados por IA em alguns de seus restaurantes. A gigante do fast food diz que ainda está trabalhando em soluções relacionadas à IA em um momento em que seus rivais estão fazendo investimentos semelhantes.

    Ele planeja desligar a tecnologia em restaurantes que participam do teste “até 26 de julho de 2024”, de acordo com reportagem da publicação comercial Restaurant Business.

    “A IBM continua sendo uma parceira confiável e ainda utilizaremos muitos de seus produtos em nosso Sistema global”, disse o McDonald’s em um e-mail enviado aos franqueados e compartilhado com a CNN. Mas a empresa sugeriu que buscará parceiros de IA além da IBM.

    O McDonald’s e a IBM lançaram sua parceria em 2021, anunciando o desenvolvimento da tecnologia Automated Order Taking (AOT), que pode ser traduzido livremente como “pedido por voz automatizado”, para criar uma experiência de pedido mais conveniente e simplificada para seus clientes e equipes de restaurantes como parte de seu plano de crescimento “Accelerating the Arches” (Acelerando os Arcos).

    A IBM disse que a tecnologia AOT que surgiu da parceria tem “alguns dos recursos mais abrangentes do setor, rápidos e precisos” em condições exigentes.

    “Enquanto o McDonald’s está reavaliando e refinando seus planos para AOT, estamos ansiosos para continuar a trabalhar com eles em uma variedade de outros projetos”, disse a IBM em um comunicado.

    O McDonald’s diz que este não é o fim de seus esforços de IA. Ela planeja “avaliar soluções escaláveis ​​de longo prazo” para pedidos por voz até o final de 2024.

    O McDonald’s não é a única rede de fast food experimentando IA. Outras empresas, como a White Castle, testaram um sistema de pedidos drive-thru automatizado em 2021, e a Wendy’s expandiu sua parceria com o Google Cloud para lançar sua própria ferramenta de pedidos de IA em maio do ano passado.

    Apesar do entusiasmo das empresas de fast food em integrar soluções com tecnologia de IA em suas operações diárias, a tecnologia ainda encontrou obstáculos.

    Alguns clientes reclamaram que a IA errou seus pedidos — resultado da incapacidade da tecnologia de reconhecer alguns sotaques e distinguir a voz do cliente do ruído de fundo.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original