Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Operadoras se movimentam para trazer 5.5G ao Brasil e estreia deve ser em breve, afirma Huawei

    Presidente da Huawei para América Latina explicou que internet móvel requer apenas atualização dos equipamentos de redes

    No 5.5G, a estimativa é de atingir até 10 Gbps
    No 5.5G, a estimativa é de atingir até 10 Gbps REUTERS/Dado Ruvic

    A nova geração de internet móvel, o 5.5G, tem atraído o interesse de empresas no Brasil, onde o lançamento para o público deve ocorrer em breve.

    “As operadoras com certeza estão se movimentando para isso”, afirmou o presidente da Huawei para América Latina, Daniel Zhou, em entrevista para o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

    O Brasil é um dos mercados onde a Huawei está presente, como fornecedora das três grandes operadoras (Vivo, TIM e Claro).

    Zhou explicou que o 5.5G no Brasil requer apenas uma atualização dos equipamentos de redes, sem testes operacionais feitos a partir do zero.

    O 5.5G promete uma velocidade em torno de 30 vezes superior. No 5G, a velocidade de download está em cerca de 300 megabits por segundo (Mbps), podendo alcançar picos de 1 gigabit por segundo Gbps. Já no 5.5G, a estimativa é de atingir até 10 Gbps.

    “Dez gbps é uma velocidade de download enorme, e nós precisamos muito disso”, afirmou Zhou, citando a possibilidade de mais dispositivos conectados ao mesmo tempo com ainda mais qualidade de tráfego de dados.

    Isso vai gerar um ganho para o cidadão comum, grandes eventos, mas, principalmente para uso em indústrias, agricultura e logística.

    “No carnaval, por exemplo, você pode ver o porque de ter esse nível de download. São milhares de pessoas na rua ao mesmo tempo, compartilhando vídeos e fotos”, citou, exemplificando um dos casos de uso.

    A chinesa Huawei apresentou nesta semana o seu portfólio de antenas e outros equipamentos de redes que vão permitir às operadoras de celular ativar o sinal de internet móvel 5.5G, em mais uma etapa da corrida tecnológica para turbinar o tráfego de dados.

    A apresentação foi feita no estande da multinacional, no Mobile World Congress (MWC), maior feira de telecomunicações do mundo, que acontece entre 26 e 29 de fevereiro em Barcelona.

    A Huawei vem trabalhando com operadoras, em cerca de 20 cidades, para testes com a nova tecnologia que confirmaram essa velocidade de navegação.

    Esforço global

    As três principais operadoras da China iniciaram a implantação da rede 5.5G nas principais cidades para explorar serviços digitais para pessoas, coisas, veículos, setores e residências conectadas.

    Em Hong Kong, as operadoras também concluíram testes e verificação da taxa de 10 Gbps no 5.5G e começaram a fornecer serviços de banda larga móvel (tecnologia FWA) com o novo sinal.

    Na Europa, empresas da Finlândia e da Alemanha também já fizeram estes. Já no Oriente Médio, há experiências envolvendo o uso de internet das coisas com 5.5G.

    Na visão da Huawei, a implantação do 5G progrediu rapidamente ao redor do mundo nos últimos quatro anos e já tem gerado ganhos de produtividade significativos.

    Hoje, existem cerca de 300 redes comerciais 5G lançadas em todo o mundo, servindo mais de 1,6 bilhão de usuários.

    O desenvolvimento do 5G está agora bem encaminhado, com taxas de crescimento sete vezes maiores do que as do 4G no mesmo período, segundo a multinacional chinesa.