Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Opep+ considera cortar até 1 milhão de barris de petróleo por dia na produção

    Proposta enfrenta resistência e negociações continuam

    A prorrogação da maioria das restrições à produção já em vigor é o cenário mais provável, mas as negociações continuam
    A prorrogação da maioria das restrições à produção já em vigor é o cenário mais provável, mas as negociações continuam 09/04/2020REUTERS/Leonhard Foeger

    Dow Jones Newswires, do Estadão Conteúdo

    A Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+), liderados pela Rússia, estão considerando novos cortes na produção de petróleo de até 1 milhão de barris por dia (bpd), disseram nesta quarta-feira (29) algumas fontes.

    A medida, que provavelmente aumentaria os preços do petróleo, poderia ser anunciada na reunião virtual do cartel que acontece na quinta-feira (30) e já foi adiada devido a divergências sobre o nível de produção da commodity.

    O acordo para novos cortes ainda não está garantido, e a proposta ainda enfrenta uma resistência significativa dentro do cartel.

    A prorrogação da maioria das restrições à produção já em vigor é o cenário mais provável, mas as negociações continuam.

    A Arábia Saudita, o maior produtor mundial de petróleo, é a favor dos novos cortes, disseram as fontes, enquanto os Emirados Árabes seguem relutantes sobre cortar a produção, assim como Nigéria e Angola, maiores produtores africanos de petróleo. Um porta-voz do governo saudita não respondeu sobre os possíveis cortes.

    Veja também: Lula cita “parceria” com Arábia Saudita e fala de fabricação de aviões da Embraer no Oriente Médio

    Fonte: Dow Jones Newswires.