Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Preço de comida por quilo sobe 38% nos self-services em São Paulo, mostra levantamento do Procon

    Segundo a instituição, aumento do gás e dos alimentos podem ter contribuído para encarecimento

    Preço médio da refeição self-service por quilo subiu 10,5% em um ano na cidade
    Preço médio da refeição self-service por quilo subiu 10,5% em um ano na cidade Benis Arapovic/Vecteezy

    Amanda Sampaioda CNN

    São Paulo

    Comer em São Paulo está cada dia mais caro. Os preços nos self-services do município seguem subindo desde o início da pandemia, mostra levantamento do Procon-SP.

    Em junho, o preço médio do self-service por quilo ficou em R$ 79,47 na capital paulista, alta de 38,1% desde janeiro de 2020, quando o órgão de defesa do consumidor começou a fazer a pesquisa.

    O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do mesmo período acumulou 26,36%.

    Em relação ao valor médio de junho de 2022 (R$ 71,91), o preço médio da refeição self-service por quilo subiu 10,5%.

    A pesquisa do Núcleo de Inteligência e Pesquisas (NIP) da Escola de Proteção e Defesa do Consumidor, em parceria com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócioeconômicos (Dieese).

    Marcus Vinícius Pujol, diretor de estudos e pesquisas do Procon-SP, avalia que uma das prováveis razões para a alta é o aumento da demanda após o fim das restrições da pandemia.

    “As pessoas têm estado mais nas ruas, especialmente nas empresas, que estão gradualmente retomando o trabalho presencial após o fim da pandemia. Essa é uma das razões que podem justificar a alta dos preços, junto com o aumento de custos com insumos”, explica.

    Também podem ter contribuído o aumento do preço do gás, dos produtos de alimentação e da energia elétrica, que interferem diretamente na formação do preço final ao consumidor.

    “A boa notícia é que há uma redução nos percentuais de elevação, o que sugere a possibilidade de estabilização nos próximos meses”, conclui.

    Preço médio da refeição

    Segundo o relatório, se considerados somente os estabelecimentos que adotam o sistema buffet self-service com preço fixo, o valor médio apurado foi de R$ 50,78.

    E se considerados os restaurantes que oferecem pratos do dia (prato feito), o valor médio foi de R$ 30,69.

    Para aqueles que atuam exclusivamente no sistema buffet self-service por quilo, o valor médio ficou em R$ 75,54.

    A pesquisa foi feita por telefone. No total, o Procon-SP ouviu 350 estabelecimentos das cinco regiões do município de São Paulo – zonas Norte, Sul, Leste, Oeste e Centro.

    Veja também: Prazo para sacar dinheiro “esquecido” do Pis/Pasep vai até 5 de agosto