Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Privatização da Eletrobras é fato consolidado, afirma ministro de Minas e Energia

    Alexandre Silveira disse que, em sua opinião pessoal, o processo de privatização foi injusto com o país, mas é válido, uma vez que foi aprovado pelo Congresso Nacional

    Ministro acrescentou, em evento organizado pela Arko Advice, que uma eventual judicialização da privatização depende de uma decisão do governo
    Ministro acrescentou, em evento organizado pela Arko Advice, que uma eventual judicialização da privatização depende de uma decisão do governo 6/12/2022REUTERS/Adriano Machado

    da Reuters

    O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, afirmou nesta segunda-feira (27) que considera o processo de privatização da Eletrobras consolidado e que agora cabe ao governo cobrar a elétrica a cumprir suas obrigações como uma empresa privatizada.

    Silveira afirmou que, em sua opinião pessoal, o processo de privatização foi injusto com o país, mas é válido, uma vez que foi aprovado pelo Congresso Nacional.

    O ministro acrescentou, em evento organizado pela Arko Advice, que uma eventual judicialização da privatização depende de uma decisão do governo, mas que até lá cabe ao Ministério de Minas e Energia cobrar a Eletrobras a cumprir as obrigações que ela tem.

    Mais cedo, em participação no mesmo evento, o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, afirmou que não vê “muito espaço” para que o Supremo Tribunal Federal (STF) reveja a privatização da Eletrobras, após o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ter afirmado que o governo pode acionar a corte para contestar o processo realizado durante a gestão do antecessor Jair Bolsonaro.