Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Programa de automóveis foi o que levou Brasil à deflação, diz Alckmin

    Vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços participou do programa "Bom dia, ministro" desta quarta-feira (12)

    O vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, durante o programa "Bom dia, ministro"
    O vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, durante o programa "Bom dia, ministro" Reprodução/YouTube

    Marina Toledoda CNN

    em São Paulo

    O vice-presidente e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin, afirmou, nesta quarta-feira (12), durante o programa “Bom dia, ministro”, que o programa de automóveis do governo foi o responsável pela deflação em junho.

    “Mês passado caiu a inflação, 0,08%, nós estamos com o IPCA de 12 meses em 3,12%. O que levou a essa deflação foi o programa de automóveis, porque o preço do carro caiu 2,5% praticamente e o carro usado também caiu 1% aproximadamente”, disse.

    programa de descontos para compra de veículos novos foi lançado em 6 de junho pelo governo federal.

    O IPCA divulgado na terça-feira (11) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) registrou o primeiro recuo nos preços mensais do ano. Isso não acontecia desde setembro de 2022, quando a deflação foi de 0,29%.

    Os grupos Alimentação e bebidas (-0,66%) e Transportes (-0,41%) foram os que mais contribuíram para a deflação, com impacto de -0,14 ponto e -0,08 ponto no índice geral, respectivamente.

    Em Transportes (-0,41% e -0,08 ponto), o resultado deve-se ao recuo nos preços dos automóveis novos (-2,76%) e dos automóveis usados (-0,93%).

    Segundo o IBGE, a redução nos preços está relacionada ao programa de descontos para compra de veículos novos, lançado em 6 de junho pelo governo federal. Isso pode ter relação também com a queda dos preços dos automóveis usados.