Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Chapéus de cowboy e botas: shows de Taylor Swift movimentam lojas de moda nos EUA

    Roupas da turnê “The Eras Tour” estão fazendo sucesso e ditando o estilo do verão 2023, com as botas de cowboy e muito brilho

    Cantora norte-americana Taylor Swift está atraindo recordes de multidões para a “The Eras Tour”
    Cantora norte-americana Taylor Swift está atraindo recordes de multidões para a “The Eras Tour” Bob Levey/TAS23/Getty Images for TAS Rights Management

    Parija Kavilanzda CNN

    A cantora norte-americana Taylor Swift está atraindo recordes de multidões para a “The Eras Tour”. As roupas da turnê estão fazendo sucesso e ditando o estilo do verão 2023, com as botas de cowboy e muito brilho. Em cada cidade dos Estados Unidos que passa, diversas varejistas de moda aproveitam para fazer marketing para os fãs da artista, os “Swifties”.

    A fundadora de uma empresa de roupas femininas, Taylor Johnson, disse que deve a Swift um grande “obrigada” por sair em turnê novamente e fazer crescer as vendas de vestidos de lantejoulas brilhantes, chapéus de cowboy e botas de strass. “Este já se tornou um ano movimentado para nós por causa de Taylor Swift”, disse Johnson, CEO da Hazel & Olive.

    Um de seus vestidos em particular, chamado “The Eras Sequin Fringe Dress”, que custa US$ 129, está fazendo sucesso. “Nossos telefones estão explodindo e recebemos centenas de ligações e mensagens no Instagram sobre aquele vestido”, disse ela.

    A Francesca’s, uma rede de moda com 454 butiques em todo o país, esperava que a turnê de Swift tivesse um impacto. Mas os vestidos com babados, predarias e laços nas costas tiveram um salto de 30% nas vendas nas lojas quando Swift está na cidade, disse Leanne Neale, vice-presidente de conceito e criação da empresa de Houston.

    A marca de roupas de moda “Altar’d State” mergulhou de cabeça no “estilo Swift”, selecionando looks de sua coleção para cada um dos álbuns de Swift. “Entre na sua era”, ela convida.

    A bagunça do Ticketmaster

    A “The Eras Tour” de Swift já era famosa antes mesmo de começar. Os shows foram tão esperados que a pré-venda de ingressos no Ticketmaster se tornou um desastre amplamente divulgado.

    A Ticketmaster culpou a demanda extraordinária pelo travamento de seu site e acabou cancelando a venda de ingressos ao público. Muitos ficaram sem ingresso mesmo após a compra.

    A bagunça atraiu a ira dos legisladores, levando a uma investigação do Departamento de Justiça e a uma audiência no Congresso.

    A Ticketmaster pediu desculpas a Swift e seus fãs pela “experiência terrível” e disse que funcionaria para “reforçar nossa tecnologia para o novo padrão que foi estabelecido pela demanda” para a turnê de Swift.

    Isso foi um pouco tarde demais para alguns fãs que levaram a Ticketmaster (e a empresa controladora Live Nation) ao tribunal.

    Mas o show deve continuar, e continuou, com Swift indo para o MetLife Stadium de Nova Jersey (capacidade: 82.500) para shows durante o fim de semana do Memorial Day.

    “Um bom problema”

    Na Altar’d State, “nunca preparamos as lojas dessa maneira, mas estamos chamando de semana Taylor”, disse Callie Lewis, diretora de merchandising. Manequins usando looks inspirados em Swift são colocados na frente e no centro de suas lojas, juntamente com outras mercadorias adequadas para shows, como bolsas transparentes que atendem aos protocolos de segurança em locais de shows.

    O que está vendendo? Tudo, desde vestidos de verão e botas metálicas a vestidos longos românticos e arejados, tops de tule, ​​vestidos vermelhos e muitas, muitas, muitas franjas. “Não conseguimos reabastecer com rapidez suficiente”, disse Lewis. Os mais vendidos incluem roupas cor de lavanda (inspiradas na música de Swift, Lavender Haze).

    Swift não é a única turnê de shows quente influenciando o negócio da moda em 2023. Neale, da francesca’s, disse que está de olho no turnê “Renaissance” de Beyonce, aumentando a demanda por roupas de show também.

    Taylor Johnson, da Hazel & Olive, admite que toda essa corrida louca por produtos é um bom problema, já que até 80% dos pedidos mensais do varejista atualmente são para looks de shows. (Ela se recusou a divulgar suas vendas anuais, mas disse que opera uma pequena empresa multimilionária por ano)

    Johnson disse que tem encomendado a quantidade máxima dos estilos de concerto mais procurados de seu fornecedor, mas mesmo isso não é suficiente ultimamente.

    “Assim que consigo mais estoque, ele se esgota rapidamente”, disse ela, acrescentando que está até transportando mercadorias a um custo mais alto de seus fornecedores na China, em vez de enviá-las por via marítima como costuma fazer, a fim de agilizar a entrega. Quanto ao choque de Taylor Swift com os negócios, Johnson disse que está grata por isso.

    “Isso é loucura. Eu preciso que Taylor Swift faça shows o ano todo, porque agora estamos no ritmo de ter nosso maior ano de vendas”, disse ela.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original