Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Suíça encerra era das taxas negativas com alta de 0,75 ponto em juros

    Banco Nacional Suíço elevou juros a 0,5%, encerrando período de sete anos e meio do país com taxas negativas que provocaram oposição de setor financeiro e temores de bolhas de ativos

    Banco central da Suíça, em Zurique
    Banco central da Suíça, em Zurique 16/12/2021REUTERS/Arnd Wiegmann

    Reuters

    A Suíça saiu da era das taxas de juros negativas nesta quinta-feira (22), quando seu banco central se juntou a outros ao redor do mundo para apertar a política monetária de forma mais agressiva para combater a inflação ressurgente.

    O Banco Nacional Suíço (SNB) elevou sua taxa de juros básica em 0,75 ponto percentual, encerrando a experiência de sete anos e meio do país com taxas negativas que provocaram oposição de seu setor financeiro e temores de bolhas de ativos.

    O aumento para 0,5%, de menos 0,25%, seguiu-se a um aumento de 50 pontos base em junho, de menos 0,75%, o primeiro aumento de taxa do SNB em 15 anos.

    Os rendimentos dos títulos do governo suíço caíram após o movimento de quinta-feira, revertendo o curso após um pico inicial, enquanto o franco caiu amplamente, caindo em relação ao dólar, euro e libra, já que os mercados precificaram um aumento de 100 pontos-base pelo SNB.

    O banco central não excluiu mais aumentos de juros por vir.

    “Não se pode descartar que novos aumentos na taxa básica do SNB serão necessários para garantir a estabilidade de preços no médio prazo”, disse o presidente do SNB, Thomas Jordan, em entrevista coletiva.

    Jordan se recusou a dar detalhes sobre o momento ou o tamanho de quaisquer aumentos futuros.