Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ucrânia cumpre requisitos para empréstimo de cerca de US$ 900 mi, diz FMI

    Programa de Financiamento Ampliado (EFF) havia sido anunciado em 31 de março e prevê o empréstimo de aproximadamente US$ 15,6 bilhões no total, como parte do pacote de auxílio internacional à Ucrânia

    Maria Lígia Barros, do Estadão Conteúdo

    A equipe técnica do Fundo Monetário Internacional (FMI) fez a primeira avaliação da aplicação do Programa de Financiamento Ampliado (EFF, na sigla em inglês) de 4 anos na Ucrânia e concluiu que o país cumpriu todos os requisitos, abrindo caminho para a liberação de cerca de US$ 900 milhões em empréstimos, disse o FMI em comunicado.

    O EFF havia sido anunciado em 31 de março e prevê o empréstimo de aproximadamente US$ 15,6 bilhões no total, como parte do pacote de auxílio internacional à Ucrânia de US$ 115 bilhões.

    Além disso, a equipe elevou sua projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da Ucrânia, da faixa de entre -3% a 1% para a faixa de entre 1% e 3%.

    Os técnicos do FMI disseram que esperam uma recuperação ainda mais forte que a do primeiro trimestre, conforme a economia progressivamente se adapta às condições da guerra. Eles destacaram, no entanto, que o cenário permanece altamente incerto com a continuação do conflito.

    As avaliações preliminares são da equipe do FMI e não do seu conselho executivo, frisa a instituição na nota. Os técnicos vão preparar um relatório que será apresentado ao conselho executivo do FMI para discussão e deliberação, de acordo com o comunicado.

    O economista Gavin Gray, que lidera a missão do FMI na Ucrânia, disse que a estabilidade macroeconômica, de maneira geral, foi mantida no país graças à formulação de políticas prudente, assim como ao apoio externo contínuo.

    “Mesmo assim, grandes desafios persistem: o déficit fiscal continua muito alto, implicando a continuação de grandes necessidades de financiamento cobertas por donativos externos e empréstimos altamente concessionais”, falou.

    O economista disse ainda que a implementação de reformas estruturais pelo EFF de 4 anos dará fundamento para um crescimento forte e sustentado.