Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Voa Brasil, programa de passagens aéreas por R$ 200, deve ser lançado ainda em agosto, diz ministro

    Segundo Márcio França, programa vai beneficiar inicialmente aposentados e pensionistas que não viajaram nos últimos 12 meses

    O ministro de Portos e Aeroportos, Márcio França
    O ministro de Portos e Aeroportos, Márcio França Fátima Meira/Futura Press/Estadão Conteúdo

    Da CNN*

    O ministro de Portos e Aeroportos, Márcio França, disse que o governo mantém o prazo do início do programa Voa Brasil para o final de agosto.

    A proposta é democratizar o acesso a passagens de avião, com custo estimado em R$ 200 por rota viajada. O ministro destacou ainda que o programa deve inicialmente beneficiar aposentados e pensionistas.

    “Voa Brasil está marcado para iniciar no final de agosto”, reiterou o ministro à imprensa.

    Na terça-feira (22), França participou da cerimônia de abertura da 17ª edição da Navalshore – Feira e Conferência da Indústria Marítima, no Rio de Janeiro.

    Programa Voa Brasil

    A proposta do governo é permitir que todos tenham o direito de viajar a preços acessíveis.

    O programa ajudaria a gerenciar as passagens ociosas das companhias aéreas sobretudo dos voos fora da alta temporada.

    Segundo cálculos do Ministério, a iniciativa vai oferecer de 50 mil a 1,5 milhão de passagens por mês. A expectativa do ministro é de que o programa atinja sua capacidade máxima em um ano.

    Como participar?

    Os beneficiários terão acesso a um aplicativo e poderão comprar até duas passagens por ano, com direito a um acompanhante em cada trecho.

    Ao baixarem o aplicativo do Governo Federal, os passageiros que se enquadram nos requisitos do programa farão login usando CPF.

    “Se [a pessoa] não voou nos últimos 12 meses, ela vai ter direito àquelas quatro passagens. Como é muita gente, vamos começar gradualmente. O primeiro corte seria dos aposentados e pensionistas, o que já daria um bom número de pessoas. Vamos testar como vai acontecer isso”, afirmou França.

    Além dos perfis que serão atendidos nesse primeiro momento, o Voa Brasil irá contemplar também estudantes e servidores públicos com renda de até R$ 6,8 mil.

    Passagens

    As passagens devem ser ofertados pelas próprias companhias aéreas. Segundo o Ministério, já confirmaram participação no programa — que não terá investimento público:

    • Gol;
    • Latam;
    • Azul;
    • Voepass.

    Contudo, França reforçou que o benefício será para voos que estiverem disponíveis nos “períodos de ociosidade”, como março, abril, maio, agosto, setembro, outubro e novembro.

    Estruturas para turismo

    De acordo com o ministro, o programa deverá operar em conjunto com o Ministério do Turismo, a pedido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

    A ideia é que hotéis também ofereçam descontos nos períodos de baixa temporada, para receber os turistas beneficiados pelo programa.

    Além disso, o programa planeja preparar os aeroportos para receberem um fluxo maior de passageiros.

    Veja também: Programa de viagem a R$ 200 vai ter app e limite de quatro passagens por ano

    *Com informações da Agência Brasil