Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    PT fecha apoio ao PSB em Curitiba; Zeca Dirceu diz que segue pré-candidato e fala em recorrer

    Executiva Nacional do partido escolheu apoiar Luciano Ducci, deputado federal e ex-prefeito da capital paranaense

    Luciano Ducci (PSB-PR) e Zeca Dirceu (PT-PR)
    Luciano Ducci (PSB-PR) e Zeca Dirceu (PT-PR) Câmara dos Deputados

    Lucas Schroederda CNN

    São Paulo

    A Comissão Executiva Nacional do PT decidiu, na segunda-feira (27), apoiar o pré-candidato do PSB à prefeitura de Curitiba, Luciano Ducci.

    Atualmente em seu terceiro mandato consecutivo como deputado federal, Ducci foi prefeito da capital paranaense entre 2010 e 2013.

    No passado, ele esteve em posição oposta ao PT, tanto como vice-prefeito de Beto Richa (PSDB) como quanto parlamentar – na Câmara, votou a favor da abertura do processo de impeachment contra a então presidente Dilma Rousseff, em 2016.

    “Eu estou muito feliz com a oficialização do apoio do Partido dos Trabalhadores (PT) à minha pré-candidatura. Este movimento mostra a confiança em um projeto mais humano para a cidade. […] Agora é hora de começarmos a trabalhar a mobilização da militância e buscarmos o apoio de outros partidos que tenham afinidade com o que pensamos para a cidade”, disse Ducci no X (antigo Twitter).

    Zeca Dirceu (PT-PR), deputado federal e filho do ex-ministro José Dirceu, reagiu à decisão do partido e afirmou nas redes sociais que mantém sua pré-candidatura a prefeito.

    “Sigo pré-candidato a prefeito de Curitiba! Com orgulho, serei o candidato do Lula. Hoje, a Executiva Nacional do PT deliberou apoiar Luciano Ducci, do PSB”, escreveu Zeca Dirceu no X, mencionando o perfil oficial do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na plataforma.

    “Como já tinha acontecido anteriormente, na instância municipal, também não se alcançou 2 terços dos votos. Diante disto, seguindo o que garante o estatuto, vou recorrer ao Diretório Nacional, a única instância partidária que pode dar palavra final nestas situações”, acrescentou.

    Com a definição sobre Curitiba, o PT fará alianças em pelo menos quatro capitais: São Paulo (com Guilherme Boulos, do PSOL), Salvador (com Geraldo Júnior, do MDB), Rio Branco (com Marcus Alexandre, do MDB) e Curitiba (com Luciano Ducci, do PSB).

    Até o momento, 12 capitais contam com pré-candidaturas petistas.

    Quem é Luciano Ducci

    Deputado federal pelo PSB desde 2015, Ducci foi deputado estadual entre 2003 e 2004, quando compôs, como vice-prefeito, a chapa vencedora à prefeitura de Curitiba ao lado de Beto Richa, do PSDB. Ambos foram reeleitos nas eleições municipais de 2008.

    Em 2010, Ducci assumiu o comando da prefeitura da capital paranaense após Richa deixar o cargo para concorrer, com sucesso, ao governo do estado. Nas eleições municipais de 2012, Ducci ficou em terceiro lugar na disputa por Curitiba.

    Já na Câmara dos Deputados, Ducci foi um dos 367 parlamentares que votaram pela abertura do processo de impeachment contra a então presidente Dilma Rousseff (PT), em 2016.