Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Quem é o coronel Mello Araújo, indicado por Bolsonaro e escolhido como vice de Nunes

    Ex-PM foi presidente da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) e comandante da Rota, a tropa de elite da Polícia Militar

    Maria Clara Matosda CNN* São Paulo

    O atual prefeito de São Paulo e pré-candidato à reeleição Ricardo Nunes (MDB) anunciou o ex-coronel da Polícia Militar (PM) Ricardo de Mello Araújo como seu vice.

    O anúncio foi feito nesta sexta-feira (21) após um jantar que reuniu as lideranças dos 11 partidos que foram uma coligação em apoio ao prefeito.

    O pré-candidato a vice-prefeito da chapa de Nunes já foi presidente da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), entre 2020 e 2023, e comandante da Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), a tropa de elite da PM paulista, entre 2017 e o início de 2019.

    A indicação de Mello Araújo — coronel aposentado da PM de São Paulo – foi feita pelo ex-presidente Jair Bolsonaro e endossada pelo governador do estado, Tarcísio de Freitas (Republicanos).

    Na quarta-feira (19), Nunes disse ter ficado “encantado” com o trabalho do coronel.

    “Ele enfrentou o crime organizado, prendeu pessoas que faziam exploração sexual infantil, organizou as finanças da Ceagesp e isso é algo que muitas pessoas não sabiam. Tem feito com que elas tenham um olhar diferenciado para ele. E tira aquela imagem só do comandante da Rota”, afirmou Nunes.

    Nome de confiança de Bolsonaro

    A indicação de Mello Araújo para compor a chapa do atual prefeito da capital paulista não foi a única feita por Bolsonaro em relação a ele.

    Em 2020, o coronel foi indicado pelo ex-presidente para comandar a Ceagesp, onde ficou por dois anos. Ele deixou a companhia em janeiro de 2023, cinco dias após a posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

    Nas redes sociais, Mello Araújo também se apresenta como bacharel em Direito e em Educação Física, além de pós-graduado em Fisiologia do Exercício pela Universidade de São Paulo (USP).

    No Instagram, onde acumula quase 55 mil seguidores, compartilha fotos e vídeos junto a Bolsonaro e conteúdos de manifestações e apoio ao ex-presidente.

    Em vídeos publicados na rede, Mello Araújo se manifestou contra o passaporte vacinal em outubro de 2021, durante parte da pandemia de Covid-19.

    No mesmo mês, enquanto presidente da Ceagesp, o coronel mostrou o Silo Jaguaré, um armazém da instituição, pintado de verde, amarelo e azul. “Verde e Amarelo é a nossa bandeira. Nunca será vermelha”, enfatizou, utilizando um mote usado por políticos e militantes de direita.