Por surto de coronavírus, Versace decide adiar desfile marcado para maio nos EUA


Da Reuters
06 de março de 2020 às 10:47 | Atualizado 14 de março de 2020 às 09:10
Loja da grife Versace em Viena (21.abr.2016)

Loja da Versace em Viena; grife adiou desfile marcado para maio nos EUA (21.abr.2016)

Crédito: Leonhard Foeger/Reuters

A grife italiana Versace informou, nessa quinta-feira (5), que decidiu adiar um desfile marcado para meados de maio nos Estados Unidos, em razão do surto do novo coronavírus.

A decisão é uma reação às "medidas de restrição relacionadas à mobilidade internacional", informou, em um comunicado, a casa de moda sediada em Milão, de propriedade da americana Capri.

A coleção "Cruzeiro" seria apresentada em um desfile realizado fora do calendário regular das semanas de moda no dia 16 de maio. O local não foi divulgado.

O comunicado acrescentou que a "Versace está ciente da necessidade de se priorizar a saúde e a segurança de seus convidados e funcionários."

Impacto na moda

Em fevereiro, a grife italiana Prada cancelou um desfile no Japão agendado para maio, também, por causa da epidemia de coronavírus.

O estilista italiano Giorgio Armani decidiu realizar um desfile a portas fechadas durante a Semana de Moda de Milão, no dia 23 de fevereiro, dias depois de o primeiro caso oficial de COVID-19 ser anunciado em regiões do norte da Itália.