Virada Cultural de SP será totalmente online, diz Bruno Covas


Anne Barbosa, da CNN, em São Paulo
15 de julho de 2020 às 15:27 | Atualizado 23 de julho de 2020 às 18:54
Bruno Covas, prefeito, São Paulo

Prefeito de São Paulo, Bruno Covas, na coletiva de imprensa sobre coronavírus

Foto: Governo do Estado de São Paulo

O prefeito Bruno Covas (PSDB) afirmou nesta quarta-feira (15) que a Virada Cultural de São Paulo será totalmente online. O evento, que iria acontecer em maio deste ano, foi adiado para setembro por conta da pandemia do novo coronavírus. A Prefeitura ainda estuda qual será a data exata do evento. 

Sobre a festa do Ano Novo na cidade, o prefeito afirmou que estuda a possibilidade de cancelamento e deve definir o que fazer nos próximos dias.

Leia também:
Carnaval: sem vacina até setembro, não haverá desfile, decidem escolas do Rio

“Nós temos até outubro para poder analisar o que fazer com o Réveillon, já que precisamos de três meses para organizar. Mas a expectativa nossa é, já nos próximos dias, definir o que fazer com o Réveillon”, disse. 

Sobre o Carnaval, o prefeito Bruno Covas disse que a Prefeitura já está discutindo com as escolas de samba a possibilidade de adiamento do carnaval.

“Precisamos de seis meses de organização, porque não é apenas o carnaval de rua, mas também o desfile no Anhembi. As escolas precisam se preparar para isso e já estamos discutindo com elas a possibilidade de adiamento”, afirmou. 

O prefeito falou também que está conversando com outras prefeituras, como a de Salvador, para tomar a decisão sobre o Carnaval conjuntamente.