'Babenco', de Bárbara Paz, é escolhido para representar o Brasil no Oscar 2021

Documentário sobre a vida do cineasta pode concorrer à categoria Melhor Filme Internacional

Anna Satie, da CNN em São Paulo
18 de novembro de 2020 às 14:19
Cena de "Babenco - Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou"
Cena de "Babenco - Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou"
Foto: Reprodução

 

O longa "Babenco - Alguém Tem que Ouvir o Coração e Dizer: Parou", dirigido por Bárbara Paz, foi o escolhido para representar o Brasil no Oscar 2021, anunciou a Academia Brasileira de Cinema nesta quarta-feira (18). 

O título vai tentar uma vaga entre os cinco indicados à categoria Melhor Filme Internacional. 

Leia também:

Oscar divulga apostas de estúdios para a categoria de melhor filme de 2021

Netflix monta a campanha do Oscar em campo muito diferente

Paz, que é a viúva do cineasta Hector Babenco, explora a carreira, os afetos e a saúde dele —Babenco lutou por mais de 30 anos contra o câncer. 

O diretor argentino naturalizado brasileiro conduziu clássicos como Pixote, a Lei do Mais Fraco, O Beijo da Mulher Aranha, que deu o Oscar de melhor ator a William Hurt, e Carandiru.

"Babenco" foi premiado como Melhor Documentário no Festival de Veneza de 2019. 

O Oscar de 2021 acontece em 25 de abril de 2021 —dois meses depois da época típica da premiação, por conta da pandemia do novo coronavírus.