Vídeos mostram DJ Ivis agredindo ex-mulher na frente da filha

Polícia Civil do Ceará investiga caso que teve imagens reveladas em rede social da vítima; produtora diz afastou artista

Nicole Lacerda*, da CNN, em São Paulo
12 de julho de 2021 às 10:09 | Atualizado 12 de julho de 2021 às 11:32

A Polícia Civil do Ceará está investigando o DJ Ivis por violência doméstica contra a ex-mulher, Pamella Holanda. Vídeos compartilhados na conta do Instagram da vítima no último domingo (11) mostram as agressões do artista.

As imagens, gravadas por câmeras de segurança do apartamento em que os dois moravam, em Fortaleza, mostram Iverson de Souza Araújo, mais conhecido como DJ Ivis, puxando o cabelo, dando socos e chutes na vítima. Os vídeos mostram os atos violentos na frente da filha e de outras duas pessoas. Na rede social, Pamella também publicou fotos dos hematomas no rosto.

De acordo com a Polícia Civil, as agressões ocorreram no dia primeiro deste mês, mas Pamella só registrou o caso no dia 3. A polícia ressaltou que as imagens do circuito interno ainda não tinham sido apresentadas. A Justiça do Ceará concedeu medida protetiva de urgência à vítima.

Nas redes sociais, DJ Ivis alegou que a mulher dizia que iria se matar e não estava mais aguentando as chantagens. Segundo ele, uma viatura policial foi chamada à sua casa porque ele foi acusado de lesão corporal.

"[Disseram] que eu estava correndo no condomínio com uma faca na mão e isso eu tenho como provar que não estava, nem agredindo ninguém, nem correndo com faca na mão. E esses vídeos aí que estão sendo postados, [são] vídeos cortados. Eu já tive que me embolar no chão com ela, com a mãe dela, com a minha empregada, pra ela não se jogar do 10º andar", diz.

DJ Ivis é produtor do cantor Xand Avião e se lançou como artista este ano com músicas que alcançaram ao topo das mais tocadas, entre elas, “Esquema Preferido’’ e “Galega”.

A produtora Vybe, que gerencia a carreira do artista, comunicou que ele foi afastado da empresa após a divulgação das imagens.

Famosos como Solange Almeida, Zé Felipe, Zé Vaqueiro e Marília Mendonça manifestaram apoio à Pamella.

(*Com informações de Paloma Souza, da CNN, em São Paulo)