Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    6% do público de “Oppenheimer” viu o filme por não conseguir ingresso para “Barbie”, diz levantamento

    Porcentagem equivale a US$ 5,5 milhões, aproximadamente R$ 23,6 milhões, da bilheteria do filme no mundo

    6% do público de Oppenheimer viu o filme por não conseguir ingresso para Barbie
    6% do público de Oppenheimer viu o filme por não conseguir ingresso para Barbie Ilustração CNN/Adobe Stock/Universal Pictures/Warner Bros. Pictures

    Leticia Pazerocolaboração para a CNN

    São Paulo

    O movimento “Barbenheimer” levou milhões de pessoas aos cinemas ao redor do mundo para conferirem as estreias do live-action de “Barbie”, e da cinebiografia “Oppenheimer”.

    Entretanto, segundo o site “Indiewire” com uma pesquisa feita pelo instituto The Quorum, 6% dos espectadores do filme de Christopher Nolan foram pessoas que não conseguiram ingresso para assistir “Barbie”.

    O instituto questionou o público dos cinemas do último final de semana e concluiu que cerca de US$ 5 milhões (aproximadamente R$ 23,6 milhões) da arrecadação da bilheteria do longa foi em razão da falta de ingressos para o filme de Greta Gerwig.

    Juntas, as produções arrecadaram US$ 511 milhões (R$ 2,42 bilhões) em vendas de bilheteria no fim de semana de estreia, de acordo com o “Boxoffice.com”, que citou dados da Warner Bros.

    Desse valor, US$ 337 milhões (R$ 1,6 bilhões) foram só de Barbie, que marcou a maior estreia de uma diretora de cinema, e retrata que a vida das bonecas na Barbieland talvez não seja tão perfeita assim. Sendo assim, a Barbie principal, interpretada por Margot Robbie, segue para o mundo real e precisa lidar com diversos desafios ao lado de Ken (Ryan Gosling).

    Já “Oppenheimer”, retrata a vida de J. Robbert Oppenheimer e a invenção da bomba atômica. No longa, é possível ver que o físico comandou o projeto que desenvolveu a bomba atômica durante a Segunda Guerra, contra os nazistas.