Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    “A Casa do Dragão”: atriz dá detalhes sobre cena de guerra do 4º episódio

    A tão esperada guerra entre os integrantes da família Targaryen, conhecida como a Dança dos Dragões, ganhou vida no episódio do domingo (7)

    Eve Best como Rhaenys Targaryen em "A Casa do Dragão"
    Eve Best como Rhaenys Targaryen em "A Casa do Dragão" Ollie Upton / HBO

    Gabriela Pivada CNN

    A atriz Eve Best, que vive a princesa Rhaenys na série “A Casa do Dragão”, da plataforma Max, comentou a cena de guerra entre dragões que matou sua personagem na história. No quarto episódio da 2ª temporada, ela disse que a personagem começou a batalha para “se responsabilizar” pelo início do combate sangrento. As informações são da revista Variety desta segunda-feira (8).

    A tão esperada guerra entre os integrantes da família Targaryen — conhecida como a Dança dos Dragões —, então, ganhou vida no episódio do domingo (7). Rhaenys, prima de Vicerys I, pai da princesa Rhaenyra (Emma D’Arcy), se oferece para voar com seu dragão Meleys em nome da possível futura rainha. Na batalha, ela é emboscada pelo príncipe Aemond (Ewan Mitchell) e acaba morrendo. A cena, inclusive, foi muito comentada nas redes sociais.

    “Eu sabia que, quando ela se propôs [a começar a guerra e proteger o reino], ela sabia que tinha que assumir essa responsabilidade, se alguém fosse carregar esse peso. Não poderia ser Rhaenyra. Rhaenys tinha que fazer isso. Acho que ela sabe que tem que se sacrificar pela equipe”, explicou a atriz à revista Variety.

    Eve também relembra que, no final da primeira temporada, a personagem toma a decisão de não começar o embate. Sobre isso, ela compara o uso de dragões com uma guerra nuclear e explica a escolha da princesa Rhaenys. “Ela olha o tempo todo a visão mais ampla, elevando-se sempre, colocando o pessoal de lado e se sobrepondo”, disse.

    “A questão é, no final das contas, […] não devemos enviar dragões para a guerra, não devemos entrar em uma guerra nuclear a qualquer custo. [..] Então, para ela dizer, ‘Eu serei a única a fazer isso [começar o embate]’, ela sabe que não há vida depois disso”, comentou.

    Rhaenys quase saiu viva do embate, mas escolheu voltar para procurar pelo inimigo. É quando o dragão Vhagar, um dos maiores do universo, encontra Meleys e o mata — assassinando também sua condutora.

    “Aquele segundo retorno para mergulhar com Vhagar, para mim, é uma missão kamikaze absoluta. Para mim, foi quando ela se sentiu muito samurai. Foi aquele último ato nobre de guerreiro. Ela poderia ter escapado, e talvez eles pudessem ter deixado os outros para lidarem com isso. Mas ela volta porque sabe que é isso que tem que fazer, de forma moral e espiritual”, completou.

    “A Casa do Dragão”: conheça todos os dragões da série