Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    A$AP Rocky paga fiança de R$ 2,5 mi após prisão por suposto envolvimento em tiroteio

    Artista foi preso sob a acusação de "agressão com arma mortal (arma de fogo)", disse a polícia de Los Angeles em comunicado

    A$AP Rocky: rapper foi detido pela polícia no Aeroporto Internacional de Los Angeles na quarta-feira (21)
    A$AP Rocky: rapper foi detido pela polícia no Aeroporto Internacional de Los Angeles na quarta-feira (21) Francois Goize

    Stella ChanAmir VeraTaylor Romineda CNN

    Ouvir notícia

    O rapper A$AP Rocky foi detido pela polícia no Aeroporto Internacional de Los Angeles na quarta-feira (21) pelo suposto envolvimento em um tiroteio em novembro de 2021, de acordo com um comunicado de imprensa do Departamento de Polícia de Los Angeles (LAPD).

    O artista foi preso sob a acusação de “agressão com arma mortal (arma de fogo)”, disse o departamento em comunicado no Twitter. Ele foi libertado na quarta-feira com uma fiança de US$ 550.000 (o equivalente a cerca de R$ 2,5 milhões), segundo registros da prisão.

    Na noite de 6 de novembro, dois conhecidos estavam discutindo na área de Hollywood, em Los Angeles, de acordo com o LAPD. “A discussão se agravou e resultou no suspeito atirando na vítima com uma arma. A vítima sofreu um ferimento leve do incidente e mais tarde procurou seu tratamento médico. Após o tiroteio, o suspeito e mais dois homens fugiram da área a pé”, disse a polícia.

    “O suspeito foi identificado como Rakim Mayers, de 33 anos, morador de Los Angeles, também conhecido como artista musical A$AP Rocky”, segundo a polícia.

    O caso, de acordo com o LAPD, será apresentado ao Gabinete do Procurador Distrital do Condado de Los Angeles.

    De acordo com vários relatos, o rapper, que é namorado da cantora Rihanna, estava voltando para a Califórnia de Barbados, onde estava de férias.

    A CNN solicitou comentários do representante de A$AP Rocky e do escritório do promotor público.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original

    Mais Recentes da CNN