Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Após comprar catálogo inteiro de Sting, Universal Music inclui músicas de Elvis

    Depois que a pandemia adiou o lançamento de novas músicas, atingindo suas fontes de receitas, companhias fonográficas buscam ampliar receitas de royalties

    Banners de Elvis Presley são vistos perto de Graceland em Memphis, Tennessee
    Banners de Elvis Presley são vistos perto de Graceland em Memphis, Tennessee 28/05/2015REUTERS/Mike Blake/File Photo

    Tiyashi DattaDawn Chmielewskida Reuters

    da Reuters

    A Universal Music anunciou nesta terça-feira (12) a inclusão das músicas de Elvis Presley, como “Can’t Help Falling in Love” e “Jailhouse Rock”, em seu catálogo por meio de um acordo com a Authentic Brands Group.

    Os termos financeiros do acordo não foram revelados. A Universal, porém, afirmou que vai ser responsável por aprovação e coleta de receita das músicas de Elvis que forem usadas em mídias como filmes ou televisão.

    O acordo veio pouco antes do lançamento do drama “Elvis”, dirigido por Baz Luhrmann, um filme biográfico do cantor de “Heartbreak Hotel”, estrelado por Tom Hanks e Austin Butler.

    Os direitos sobre o catálogo de Elvis são atualmente da Authentic Brands Group, cujo portfólio inclui marcas de celebridades como Marilyn Monroe e Muhammad Ali.

    O acordo foi acertado em um momento em que companhias fonográficas buscam ampliar receitas de royalties por meio da compra ou acordos de gestão de catálogos de artistas, depois que a pandemia adiou o lançamento de novas músicas, atingindo suas fontes de receita.

    Mais cedo neste ano, o cantor e compositor britânico Sting vendeu seu catálogo de músicas para a Universal Music, enquanto a Warner Music comprou todo o catálogo de David Bowie.