Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Ariana Grande rebate críticas sobre mudança vocal: “Memória muscular”

    Cantora diz que mudou voz para viver Glinda, personagem de "Wicked", musical da Broadway que será adaptado para os cinemas

    Ariana Grande no tapete vermelho do baile Met Gala 2024
    Ariana Grande no tapete vermelho do baile Met Gala 2024 Marleen Moise/Getty Images

    Flávio Ismerimda CNN

    A cantora Ariana Grande rebatou as críticas que tem recebido por conta da mudança vocal que apresentou no álbum “Eternal Sunshine”, lançado após o fim das gravações do musical “Wicked”, que será estrelado por ela.

    A americana explicou que a mudança de voz é algo normal para pessoas com uma grande extensão vocal, como é o caso dela. A voz de “Break Free” e “The Boy Is Mine” acrescentou que o fato de ela ter passado tanto tempo vivendo Glinda, personagem que interpretará na adaptação do musical da Broadway para os cinemas, contribuiu para a mudança.

    “Eu acabei de passar muito tempo vivendo a mesma personagem todos os dias. [Eu treinei] minha voz para fazer coisas diferentes por muito tempo antes de ir para Londres, antes disso tudo. Memória muscular é uma coisa real”, relatou Ariana em entrevista ao podcast Shut Up Evan, apresentado por Evan Ross.

    Na conversa, a artista ainda falou sobre os cuidados que ela tem com a voz, seu principal instrumento de trabalho. Segunda a cantora, cuidar das cordas vocais demanda uma mudança completa no estilo de vida.

    “[As diferentes vozes] são sua vida, seu instrumento e algo que você pode tirar de uma caixa e colocar de volta. Isso precisa ser lembrado 24 horas por dia, sete dias por semanas”, defendeu. “É um comprometimento total, um estilo de vida. Não é algo que você pode sair destruindo por aí.”

    Essa não foi a primeira vez que Ariana precisou falar sobre suas mudanças vocais. Ela já havia deixado um comentário em um vídeo do TikTok explicando que sempre variou os tons de voz entre altos e baixos conforme precisava segundo o quanto iria falar ou não.

    “É um hábito, tenho feito isso há dois anos, e também saúde vocal”, definiu.

    Ariana Grande é a melhor cantora da geração, diz Katy Perry