Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Ator Tom Hanks lança lança livro inspirado em sua carreira no cinema

    Segundo o autor, obra foi feita para que ele se "libertasse da pressão" de Hollywood

    O ator Tom Hanks
    O ator Tom Hanks Foto: REUTERS/Mario Anzuoni

    Brenda Mendescolaboração para a CNN São Paulo

    O ator Tom Hanks lançou nesta terça-feira (9) o livro “The Making of Another Major Motion Picture Masterpiece”, uma obra inspirada em sua carreira no cinema. Para se libertar da pressão de Hollywood, o ele decidiu escrever um romance.

    O livro foi lançado nos Estados Unidos e no Reino Unido e ainda não há previsão de quando chegará ao Brasil

    Em entrevista à “BBC”, ele contou que sempre escreveu. Inclusive, esse não será seu primeiro livro. Tom lançou em 2017 um livro de contos chamado “Uncommon Type” e vendeu mais de 234 mil cópias.

    Para aguentar a longa rotina de gravar um longa, ele desperta sua criatividade em outra tarefa.

    “Às vezes você só precisa ter algum outro motivo para despertar sua imaginação. Escrevi onde quer que estivesse, escrevi em aviões, escrevi em casa, escrevi nas férias, escrevi em quartos de hotel, escrevi em fins de semana prolongados quando eu não estava trabalhando”, disse ele.

    Dono de duas estatuetas do Oscar de Melhor Ator, ele conta como é difícil viver em um set de filmagem quando não se está bem.

    “Nem todo mundo está no seu melhor todos os dias em um set de filmagem. Tive dias difíceis tentando ser um profissional quando minha vida estava desmoronando em mais de uma maneira e o requisito para mim naquele dia é ser engraçado, charmoso e amoroso, e é a última maneira que me sinto.”

    Mesmo sendo uma das grandes estrelas de sua época, Tom Hanks se orgulha em ser pontual nos compromissos e fala sobre um dos problemas de Hollywood.

    “Você ficará surpreso com quantas pessoas sabem que podem se safar e são informadas de que podem se safar, porque estão carregando o filme nos ombros”, disse.

    Seu romance é sobre uma produção de um filme de ação com super-heróis. No elenco de personagens, Tom incluiu um diretor extravagante e um ator que interrompe e atrasa as filmagens. Além disso, ele faz menção a um assédio sexual.

    Livro de Tom Hanks / Reprodução/Instagram

    Ainda na entrevista, o ator falou que é contra alterar a linguagem ofensiva de livros publicados em outras décadas.

    “Sou da opinião de que somos todos adultos aqui. Vamos ter fé em nossas próprias sensibilidades, em vez de deixar alguém decidir com o que podemos ou não nos ofender”, disse.

    “Deixe-me decidir com o que estou ofendido e com o que não estou ofendido. Eu seria contra a leitura de qualquer livro de qualquer época que diga ‘resumido devido às sensibilidades modernas'”, completou Tom Hanks.

    O Aston Villa, time do coração de Hanks, também é citado no livro. Quando perguntado se o ator compraria o clube, assim como Ryan Reynolds comprou o Wrexham, ele afirmou que o Aston Villa está acima do seu salário.

    Já sobre James Bond, que também apareceu no romance, Hanks explicou porque, em sua opinião, Idris Elba deveria ser o próximo agente 007: “James Bond tem licença para matar. Eu daria essa licença para Idris Elba apenas com base no trabalho que o vi fazer.”

    Sobre escrever um outro livro, o ator disse que sua agenda está muito lotada no momento, mas que continuará com a prática da escrita: “É apenas a melhor maneira de passar o tempo fora de estar com aqueles que você ama e fazem você rir.”