Batalha de Britney Spears pela liberdade ainda não acabou; entenda

Próxima audiência sobre o caso está marcada para 29 de setembro e deve analisar pedido de encerramento de tutela, requerido pelo pai da cantora

Protesto do movimento Free Britney, em 27 de abril de 2021, em frente ao Tribunal de Los Angeles, durante audiência sobre a tutela de Spears
Protesto do movimento Free Britney, em 27 de abril de 2021, em frente ao Tribunal de Los Angeles, durante audiência sobre a tutela de Spears Foto: Matt Winkelmeyer/Getty Images

Chloe Melasda CNN

Ouvir notícia

Depois que o pai de Britney Spears pediu para deixar a tutela que administrou por 13 anos no início deste mês, o advogado da cantora declarou vitória.

Então a batalha legal de Britney Spears já terminou? Não exatamente.

A próxima audiência no caso está marcada para 29 de setembro no Tribunal Superior de Los Angeles, onde se espera que a juíza Brenda Penny aceite o pedido de Jamie Spears para encerrar a tutela.

Outros membros da família poderiam se opor ao término do acordo, mas isso parece improvável, pois Lynne Spears, a mãe da cantora, declarou em um processo judicial no início deste verão que Britney está “apta a cuidar de sua pessoa”.

A advogada de tutelas de Los Angeles Lisa MacCarley, que não trabalha no caso de Spears, disse à CNN que, exceto por uma objeção específica, a juíza Penny provavelmente encerrará a tutela.

A lei da Califórnia não exige uma avaliação médica ou psicológica de um tutor para que isso aconteça, disse MacCarley.

Disputa familiar

Em declaração à CNN no início deste mês, Mathew Rosengart, advogado de Britney Spears, chamou o processo de encerramento da tutela de “vitória”, mas não deu nenhuma indicação de que seus esforços em nome dela terminariam em breve.

“Parece que o Sr. Spears acredita que pode tentar evitar a responsabilização e a justiça, incluindo sentar-se para um depoimento juramentado e responder a outras descobertas sob juramento. Também continuaremos a explorar todas as opções”, disse Rosengart.

Durante o verão, a cantora disse durante dois testemunhos emotivos que queria apresentar queixa contra seu pai por “abuso de tutela”, chamando o arranjo de “uma grande crueldade”.

O patriarca dos Spears tem servido como tutor do patrimônio de sua filha desde quando foi estabelecido para tal, em 2008.

Ele também era o tutor de sua pessoa, supervisionando suas questões médicas e de saúde, até se retirar do posto em 2019. Foi quando Jodi Montgomery foi nomeada a tutora temporária da pessoa de Spears.

Jamie Spears manteve que sempre agiu no melhor interesse de sua filha.

“Uma vez que Britney esteja legalmente livre, ela pode apresentar uma petição no tribunal para contestar as transações refletidas na última contabilidade de Jamie, e ela pode pedir ao tribunal, em uma petição de sobretaxas, que Jamie pague de volta o dinheiro que gastou”, disse MacCarley.

Jamie Spears negocia receber cerca de US$ 2 milhões para cobrir seu salário de supervisor das transações comerciais da carreira da cantora, bem como seus honorários advocatícios.

Rosengart disse em uma declaração separada que eles não entrarão em acordo.

A cantora ainda não comentou publicamente o último arquivamento da tutoria de seu pai, assim como seus irmãos ou sua mãe, que também mantiveram silêncio.

Mais Recentes da CNN