Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Beyoncé se torna a artista feminina com a maior bilheteria da história, diz site

    "Renaissance World Tour" quebra o recorde de show feminino de maior bilheteria da história, acumulando R$ 80 milhões em um dia

    Beyoncé durante apresentação da “RENAISSANCE WORLD TOUR” em maio de 2023
    Beyoncé durante apresentação da “RENAISSANCE WORLD TOUR” em maio de 2023 Kevin Mazur/WireImage for Parkwood

    Brenda Mendescolaboração para a CNN

    Por onde passa, a “Renaissance World Tour” tem acumulado grandes números. Dessa vez, Beyoncé atingiu um novo patamar e se tornou a cantora com o show feminino de maior bilheteria da história.

    Segundo informações do “Touring Data”, um site especializado em relatórios de shows, divulgadas na terça-feira (8), a cantora faturou U$ 16,5 milhões em uma noite (cerca de R$ 80 milhões, na cotação atual).

    Beyoncé se apresentou em Nova Jersey nos dias 29 e 30 de julho no MetLife Stadium, onde conquistou os números citados. Acima dela estão apenas dois shows do cantor de música country George Harvey Strait, de acordo com o site.

    Além disso, Beyoncé também ultrapassou US$ 1,3 bilhão – aproximadamente R$ 6,3 bilhões – com a venda de 1,2 milhão de ingressos em todas as suas turnês e se tornou a artista negra com a maior bilheteria da história.

    A turnê “Renaissance” já fez 33 shows em diversos lugares ao redor do mundo arrastando multidões. No entanto, ainda não há previsão de que ela venha ao Brasil ou algum outro país da América do Sul. Até o momento, a bilheteria desta tour acumula U$ 296 milhões (cerca de R$ 1,5 bilhão), restando ainda 23 shows pela frente que serão realizados nos Estados Unidos e no Canadá.

    Mesmo sem ter chegado ao fim, a cantora já arrecadou valores acima ao de sua última turnê “Formation”, que totalizou US$ 210 milhões (cerca de R$ 1 bilhão) de bilheteria. Beyoncé superou também a cantora Celine Dion, se tornando a artista feminina com mais turnês arrecadando mais de US$ 200 milhões (cerca de R$ 980 milhões), quatro no total.

    A “Renaissance World Tour” leva o nome do disco lançado por Beyoncé em 2022, que venceu três estatuetas do Grammy: Melhor gravação de Dance/Música Eletrônica com a faixa “Break My Soul”, Melhor Canção de R&B com a faixa “Cuuf It” e Melhor Álbum de Dance/Eletrônica.