Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Castelo Rá-Tim-Bum: relembre quadros icônicos do programa

    Série que marcou a televisão brasileira nos anos 1990 e 2000 estreou há exatos 30 anos

    "Castelo Rá-Tim-Bum" estreou na TV Cultura em 9 de maio de 1994
    "Castelo Rá-Tim-Bum" estreou na TV Cultura em 9 de maio de 1994 Reprodução/ TV Cultura

    Fernanda Pinottida CNN

    Uma das séries infantis mais marcantes da televisão brasileira, Castelo Rá-Tim-Bum estreou na TV Cultura há exatos 30 anos.

    Além de acompanhar as aventuras dos personagens centrais — como Nino, Pedro, Biba, Zequinha –, o programa também contava com quadros educativos e musicais que marcaram mais de uma geração.

    Desde o ratinho azul que emplacou o hit “Banho É Bom” entre as crianças dos anos 1990 e 2000, até a clássica frase “Enquanto isso, no lustre do castelo…”.

    A série incorporou músicas e bordões à cultura popular brasileira, tudo isso enquanto ensinava às crianças, que eram o público-alvo do programa.

    Relembre os quadros mais icônicos de Castelo Rá-Tim-Bum:

    Ratinho

    A animação em stop motion do ratinho azul ensinava noções básicas de higiene às crianças, como tomar banho, escovar os dentes, jogar lixo no lixo, através de músicas.

    A mais famosa é “Banho É Bom”, que quem foi criança nesta época provavelmente acompanhou cantando: “Pé, meu querido pé, que me aguenta o dia inteiro!”

    Passarinho, que som é esse?

    A cada episódio do quadro, o som de um instrumento diferente era apresentado às crianças, sempre com o bordão: “Passarinho, que som é esse?”

    Lustre do Castelo

    Enquanto as crianças brincavam, no lustre do castelo, as fadas Lana e Lara costumavam estar ocupadas com sua própria rotina.

    A frase “enquanto isso, no lustre do castelo” se tornou tão popular que era usada como expressão para mudar de assunto ou se referir a outra história.

    Tíbio e Perônio

    Os gêmeos cientistas Tíbio e Perônio ensinavam às crianças conceitos científicos básicos de física e biologia.

    Por quê?

    O quadro protagonizado por Marcelo Tas como Telekid — que tinha como bordão “porque sim não é resposta” — respondia às dúvidas e aos porquês das crianças, que geralmente vinham de Zequinha.