Christina Applegate revela diagnóstico de esclerose múltipla

Atriz disse que tem recebido apoio de pessoas que possuem a mesma condição

A atriz norte-americana Christina Applegate revelou que foi diagnosticada com esclerose múltipla
A atriz norte-americana Christina Applegate revelou que foi diagnosticada com esclerose múltipla Foto: Reprodução/Twitter

Jack Guy, da CNN

Ouvir notícia

 A atriz norte-americana Christina Applegate, de 49 anos, anunciou que foi diagnosticada com esclerose múltipla. Conhecida por seus papéis em  “Bad Moms,” “Married… with Children” and “Dead to Me”, revelou por meio de suas redes sociais que recebeu a informação há alguns meses. 

“Tem sido uma jornada estranha. Mas tenho recebido tanto apoio de pessoas que conheço que também têm essa condição”, escreveu Applegate em sua conta no Twitter. “Tem sido uma estrada difícil. Mas, como todos sabemos, a estrada continua. A menos que algum idiota a bloqueie”, continuou.

A esclerose múltipla afeta o sistema nervoso central e é considerada uma doença auto-imune, na qual o sistema imunológico ataca suas próprias células saudáveis. Ela afeta a qualidade de vida e pode ser incapacitante.

Não há cura para a esclerose múltipla, mas muitas pessoas são capazes de controlar seus sintomas e se adaptar a novos estilos de vida após o diagnóstico.

A doença começa quando o sistema imunológico de uma pessoa ataca as fibras nervosas de todo o corpo. Elas são chamadas de mielina e auxiliam na comunicação dos nervos. Quando a mielina é destruída, ela expõe os nervos, retardando a comunicação entre essas células. Os sinais e sintomas estão relacionados ao quanto elas foram prejudicadas.

Os pesquisadores acreditam que a doença é o resultado de fatores ambientais e genéticos, mas a verdadeira causa não é conhecida. 

Mais de 2,3 milhões de pessoas têm diagnóstico de esclerose múltipla em todo o mundo, de acordo com a National Multiple Sclerosis Society, dos Estados Unidos. Quase 1 milhão de pessoas com mais de 18 anos vivem com um diagnóstico de esclerose múltipla nos EUA, segundo a organização sem fins lucrativos.

Este não é o primeiro problema de saúde que Applegate enfrenta. Em 2008, ela tomou a decisão de remover ambas as mamas em uma mastectomia dupla.

(Texto traduzido. Leia aqui o original em inglês.)
 

 

 

Mais Recentes da CNN