Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Com choro e homenagem a Gal, Milton Nascimento se despede dos palcos

    Show de encerramento da turnê "A Última Sessão de Música" aconteceu em Belo Horizonte neste domingo (13)

    Milton Nascimento em ensaio para a turnê "A Última Sessão de Música".
    Milton Nascimento em ensaio para a turnê "A Última Sessão de Música". Marcos Hermes

    Renata Souzada CNN

    em São Paulo

    Com um show repleto de momentos emocionantes, Milton Nascimento se despediu dos palcos em Belo Horizonte, neste domingo (13).

    Um público de cerca de 60 mil pessoas assistiu à apresentação final da turnê “A Última Sessão de Música” no estádio Mineirão. 

    “Bituca”, como ficou conhecido o ícone da Música Popular Brasileira (MPB), se emocionou em mais de um momento — inclusive quando dedicou o show à cantora Gal Costa, que faleceu na última quarta-feira (9). 

    “Esse show é dedicado à minha querida Gal Costa”, declarou Milton antes de iniciar uma performance da canção “Catavento”.

    O cantor e compositor, que completou 80 anos em outubro, fez shows em diversos estados brasileiros, além de apresentações internacionais, para marcar sua aposentadoria — dos palcos; da música, “jamais”, como fez questão de registrar no vídeo que abriu o show.

    “Viver este momento depois dos 60 anos de carreira é a prova de que meus sonhos jamais envelheceram”, introduziu o clássico “Clube da Esquina nº 2”.

    Durante as 2 horas de espetáculo, subiram ao palco artistas como Samuel Rosa, Wagner Tiso, Toninho Horta Lô Borges e Beto Guedes.

    O repertório passeou por diversos clássicos da carreira de Bituca, como “Paula e Bebeto”, “Nos bailes da vida” e “Maria, Maria”, com direito a minutos de queima de fogos.

    Milton Nascimento chorou ao encerrar o show em pé, abraçado ao filho, Augusto Nascimento, enquanto o público entoava gritos de “Bituca” e aplaudia o cantor e sua equipe.