Entenda a disputa de Britney Spears na justiça dos Estados Unidos

Cantora pede fim de tutela controlada pelo pai desde 2008

Derla Cardoso e Leonardo Lopes, da CNN em São Paulo

Ouvir notícia

A cantora e compositora pop Britney Spears participou nesta semana de uma audiência em que pediu o fim da curatela legal de seu próprio pai, Jamie Spears. Desde 2008, ele tem controle sobre a vida e a carreira da artista.

Jamie conquistou esse direito após a filha ter sido internada. Agora, Britney afirma que “quer sua vida de volta”, diz que a cautela é “abusiva” e que a impede até mesmo de poder se casar e ter outros filhos.

O discurso foi feito na presença dous pais e de advogados durante uma audiência virtual da corte de Los Angeles. “Estou traumatizada. Eu não estou feliz. Não consigo dormir. Estou com tanta raiva. É insano”, disse ela à juíza, relatando frustração pela falta de controle sobre a própria vida. 

Sua fala emocionada mobilizou fãs de todo o mundo.

Os problemas que desencadearam esse processo começaram em 2007, quando a cantora estava no auge da fama e passou a ser perseguida por paparazzis. Todos os momentos dela, principalmente os mais vulneráveis, eram registrados, divulgados e expunham sua vida pessoal.

Isso levou Britney Spears a desenvolver distúrbios psiquiátricos e psicológicos e a ser internada naquele ano. 

Em 2008, p pai entrou com um pedido de tutela e conquistou o direito de controlar toda a fortuna e tomadas de decisão da cantora. Garantia rara concedida pela corte de Los Angeles, uma vez que medidas como esta são mais comuns em relação a idosos com problemas de memória e perda de capacidades. 

O pai e o advogado passaram a ser responsáveis por Britney Spears por tempo indeterminado, gerindo a fortuna avaliada em 60 milhões de dólares, bem como as questões de ordem médica e legais.

Em seu discurso nesta semana, a cantora afirmou, por exemplo, estar impedida de realizar o desejo de se casar e ter mais filhos.

“Eu quero pode me casar e ter um bebê. Me avisaram que eu não posso me casar. Eu tenho um diu dentro de mim, mas essa tal ‘equipe’ não me deixa ir ao médico para tirá-lo porque eles não querem que eu tenha mais filhos. Essa tutela está causando muito mais mal do que bem para mim.”

Britney Spears
Britney Spears
Foto: Reprodução Instagram

Ao longo desse período de 13 anos, a cantora seguiu criando e produzindo, lançou nove álbuns e acumulou diversos prêmios. Somente como presidente de um cassino de Los Angeles, Britney recebeu 30 milhões de dólares.

A condição determinada à cantora começou a ser revertida em 2019, quando o advogado renunciou ao caso e, com isso, apenas o pai passou a ter controle sobre a filha.

Em 2020, a advogada da artista pediu que Jamie Spears fosse removido do processo de interdição. No entanto, em novembro, um juiz incluiu uma empresa de administração de patrimônio como segunda responsável legal para a cantora.

Após esta completa privação de direitos e tomadas de decisão vir à público, milhares de fãs estão se movimentando pedindo a liberdade da cantora. Britney Spears luta pelo fim da tutela e está engajando o mundo todo para conseguir ter o domínio sobre sua vida de volta.

Mais Recentes da CNN