Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Fãs acampam em São Paulo para comprar ingressos para o show do RBD

    Grupo mexicano se apresenta em São Paulo e no Rio de Janeiro em novembro; Turnê marca 20 anos do Rebelde

    Fãs do RBD acampando em frente ao estádio do Pacaembu para garantir ingressos.
    Fãs do RBD acampando em frente ao estádio do Pacaembu para garantir ingressos. Isabelle Saleme/CNN

    Isabelle Salemeda CNN

    Foram quase 200 quilômetros de Rio Claro à capital paulista. Em bolsas, os alimentos, a barraca, uma toalha e uma almofada com a foto dos ídolos, além de muitas lembranças. Fabrício Vitor de Oliveira tem 28 anos e é fã do grupo Rebelde desde os oito. “É uma vida dedicada a eles. Eu já fui a dois shows em São Paulo mas esse vai ser especial”, já imagina o rapaz.

    A turnê marca os 20 anos do grupo mexicano e, dos seis integrantes originais, cinco farão parte do projeto: Anahí, Christian Chávez, Christopher von Uckermann, Dulce María e Maite Perroni.

    O RBD vai percorrer 26 cidades, entre Estados Unidos, México e Brasil. Serão shows em 10 estádios e 18 arenas, esperando um público total de 700 mil fãs. Duas das apresentações ocorrerão no Brasil: uma em São Paulo, no dia 17 de novembro, no Allianz Parque, e no dia 19 de novembro, no Rio de Janeiro, no Estádio Olímpico Nilton Santos, o Engenhão.

    No show em São Paulo, os ingressos custam de R$ 210 a R$ 850. Já no Rio de Janeiro, os valores variam entre R$ 195 e R$ 850. No Brasil, clientes BRBCard poderão comprar os tíquetes antes, nos dias 24 e 25 de janeiro. Por isso, o estudante João Batista de Oliveira, de 20 anos, abriu uma conta na instituição.

    Os fãs João (d) e Fabrício (e) na fila para a compra de ingressos. Isabelle Saleme/CNN

    “Nem sei que banco é esse mas eu preciso tentar comprar antecipado. É muito grande a demanda. São só dois shows no Brasil e o de São Paulo é que atrai muita gente de fora daqui”, explicou João.

    Desde a última quinta-feira (19), quando as datas das apresentações foram confirmadas, as barracas começaram a surgir em frente ao Estádio do Pacaembu, ponto de venda de ingressos. Na manhã desta segunda (23) já eram mais de 20 barracas. “É uma oportunidade única. Eu quero garantir de qualquer forma”, concluiu João.