Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Gina Garcia reúne Preta Gil e Erika Hilton em música sobre direitos LGBT+

    À CNN, Gina anunciou que fará a primeira performance da música em um jantar beneficente para arrecadar fundos para uma ONG que acolhe pessoas trans em situação de vulnerabilidade

    Gina Garcia lançou "Respeito É Bom", com Preta Gil e deputada federal Erika Hilton (PSOL-SP), nesta sexta-feira (7)
    Gina Garcia lançou "Respeito É Bom", com Preta Gil e deputada federal Erika Hilton (PSOL-SP), nesta sexta-feira (7) Reprodução/Instagram

    Flávio Ismerimda CNN

    São Paulo

    A cantora Gina Garcia lançou, na manhã desta sexta-feira (7), uma música em defesa dos direitos da população LGBT+. “Respeito é Bom” faz parte do primeiro álbum solo da carreira da mãe da drag queen Gloria Groove.

    O samba conta com a participação da deputada federal Erika Hilton (PSOL-SP) e Preta Gil, além de Assucena, Caio Prado e a cantora Liniker. A letra, como o título da faixa sugere, pede respeito e celebra a fé no futuro e a união da comunidade.

    “Abram alas pro meu samba que o meu bloco vai passar e o enredo é coragem na vida”, diz a música que conta com composição da própria cantora.

    À CNN, Gina Garcia revelou que fará, no dia 19 de junho, a primeira performance ao vivo da canção durante um jantar beneficente. O evento foi pensando para arrecadar fundos para a Casa Chama, ONG que idealizou o primeiro espaço de convivência para pessoas trans em situação de vulnerabilidade da América Latina. A ação é feita em parceria com a chef Carmen Virgínia, do restaurante Altar Cozinha Ancestral.

    A intenção dela era aproveitar o lançamento para ir além do discurso e fazer algo que de fato impactasse a realidade da população de transsexuais e travestis que, segundo ela, demora para ser impactada pelas políticas públicas no Brasil.

    “Quis procurar uma casa para ajudar porque a gente sabe que eles ajudam, muita gente que às vezes só passam pela casa, não moram. São pessoas que estão na rua, que não tem o que comer, que não tem como tomar um banho, que não tem uma roupa”, explicou Gina.

    “A gente está tentando com esse projeto, com esse lançamento, ir para esse lugar de realmente fazer a diferença para ajudar as pessoas que estão em dificuldade em situação de vulnerabilidade.”

    Os ingressos para o jantar estão à venda no site do Sympla e custam R$ 200. A entrada dá direito ao consumo do menu degustação do Altar Cozinha Ancestral.

    Escolha das colaborações da música

    No feat, Gina Garcia recebeu de Preta Gil, bissexual assumida que milita há décadas pelos direitos da população LGBT+, a Erika Hilton, primeira transsexual eleita para a Câmara dos Deputados, em 2022.

    À CNN, ela explica que o critério usado foi, em primeiro lugar, a amizade que nutre pelas pessoas convidadas. Depois, Gina pensou na representatividade que cada uma agregou à música e, por fim, no talento.

    “As pessoas foram escolhidas do meu coração, porque são minhas amigas. Depois pela representatividade que elas têm nesse meio e também porque elas são musicistas, são cantoras, são pessoas com talento. É disso também que nós estamos falando nesse disco”, declarou.

    Ouça abaixo a nova música de Gina Garcia: