Global Citizen anuncia Rio de Janeiro como uma das sedes e traz artistas nacionais

Além de nomes como Coldplay, Billie Eilish e Andrea Bocceli, festival também contará com Alok, Liniker, Mart'nalia e Criolo

Global Citizen Live anuncia Rio de Janeiro como um dos palcos do evento em 2021
Global Citizen Live anuncia Rio de Janeiro como um dos palcos do evento em 2021 Divulgação/Global Citizen

Luana Franzãoda CNN*

São Paulo

Ouvir notícia

O festival Global Citizen Live anunciou nesta quarta-feira (26) que o Rio de Janeiro será um dos palcos das apresentações da edição de 2021 do evento, a ser transmitida por diversos canais ao redor do mundo em 25 de setembro, durante 24 horas. Os outros locais anunciados até o momento são Nova York, Paris, Londres, Seul, Los Angeles, Sydney e Lagos.

O show global é uma iniciativa da organização internacional Global Citizen, que atua na luta contra a pobreza extrema, fome e mudanças climáticas. De acordo com a entidade, o objetivo do festival neste ano é trazer a atenção de governantes, grandes corporações, filantropos e cidadãos para questões como a desigualdade na vacinação contra a Covid-19 entre países, o aumento da fome e da pobreza, além da degradação ambiental.

A iniciativa foi trazida para o Brasil em uma parceria com o Rock In Rio.

A parceria do Global Citizen com Brasil reafirma nossas crenças e ações por um mundo melhor. Será um momento de união em todo o mundo com um objetivo comum. (…) Estamos prontos para construir juntos o mundo em que queremos viver”

Luiz Justo, CEO do Rock In Rio, em nota

As cantoras Liniker e Mart’nalia, o DJ Alok e o rapper Criolo fazem parte do line-up brasileiro do evento, que também contará com participações de Tropkillaz e Mosquito. A lista de atrações é extensa, e vai do pop ao clássico: Andrea Bocceli, Billie Eilish, BTS, Coldplay, Ed Sheeran, Duran Duran, Lorde, Lizzo, Metallica, Ricky Martin, Shawn Mendes, The Lumineers, The Weeknd, entre muitos outros – e mais ainda a serem anunciados.

Com apresentações de um grupo incrível e diversificado de artistas brasileiros, este momento no Rio de Janeiro trará questões ambientais e de saúde críticas que afetam o Brasil e a América Latina, à vanguarda de um cenário global .”

Cristina Gnecco, do braço latino-americano da Global Citizen.
Cantora Liniker
A cantora Liniker / Reprodução/Instagram

O festival coincide propositalmente com reuniões de grande importância internacional: a Assembleia Geral da ONU, que acontece em setembro, o encontro do G20, em outubro, e os encontros da COP26, em novembro. De acordo com a organização, o espetáculo pedirá aos líderes que entreguem: 1 bilhão de vacinas aos países mais pobres, refeições para 41 milhões de pessoas em situação de fome, ação climática imediata para reduzir as emissões de carbono e 1 bilhão de novas árvores em 2022 em direção à ambição de conservar, restaurar e cultivar um trilhão de árvores nesta década.

Com a Amazônia sendo um dos principais cernes de preocupação da causa ambiental, os governantes brasileiros foram chamados para discutir e apoiar a causa do Global Citizen Live. A entidade chamou os governadores Marcos Rocha (RO), João Azevêdo (PB), Wellington Dias (PI), Camilo Santana (CE), Waldez Góes (AP), Helder Barbalho (PA), Mauro Mendes (MT), e Wilson Lima (AM), de estados que fazem parte ou são próximos da Amazônia Legal, para investir e criar políticas de proteção ambiental.

A banda Coldplay chegou a convocar esses representantes nas redes sociais para participar da iniciativa. “Esses estados representam uma oportunidade enorme de fazer história na ação contra as mudanças climáticas. Vocês se juntariam a nós no Global Citizen Live com compromissos na conservação e adaptação?”, escreveu a banda.

*sob supervisão

Mais Recentes da CNN