Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Helenas de Manoel Carlos: autor explica a escolha do nome de suas protagonistas

    Ao longo de sua carreira, o novelista de 91 anos já criou nove Helena's diferentes

    Manoel Carlos é conhecido por nomear as protagonistas de suas novelas como Helena
    Manoel Carlos é conhecido por nomear as protagonistas de suas novelas como Helena Globo/Estevam Avellar

    Aline Oliveirada CNN

    Manoel Carlos fez história na teledramaturgia brasileira ao introduzir em grande parte de suas novelas uma protagonista chamada Helena. Como característica, as personagens sempre demonstravam uma grande força para lidar com as piores situações.

    Diferente do que muitas pessoas pensam, o nome não foi escolhido pelo autor como homenagem para alguma Helena de sua vida. Manoel Carlos explicou o motivo de sua escolha no programa “Tributo a Manoel Carlos”, lançado no Globoplay em homenagem a seus 91 anos.

    Em depoimentos antigos do autor transmitidos pela produção, ele afirmou ter escolhido o nome por conta da mitologia que o cerca. “As pessoas realmente têm muita curiosidade de saber. Dizem ‘foi sua mãe, uma irmã, uma namorada, uma primeira mulher’. Nada disso. Helena é apenas um nome que eu acho mais apropriado a um personagem do que a uma pessoa real“, disse.

    “Talvez porque eu sempre gostei de mitologia. A Helena mitológica é fantástica. E aquela história toda da Helena de Tróia ter sido uma mulher raptada, casada com o raptor, divorciada e voltou a viver com o marido depois de separar-se dele… Tudo isso me deu uma coisa, uma magia muito interessante, que me cativou muito”, explicou.

    Ainda segundo o autor, suas protagonistas sempre foram mulheres infelizes no amor, mas, também, personagens que escondem um lado sombrio, sempre guardando um segredo das pessoas que lhes são mais próximas.

    “Sempre achei e continuo achando que a mulher move o mundo. Na mulher está tudo. É mais fácil pra mim escrever sobre mulheres porque as mulheres falam as coisas. O homem não confessa que é traído. Uma mulher reúne as amigas dela, diz que o marido tem uma amante, e choram todas juntas”, acrescentou.